terça-feira, 13 de novembro de 2012

Up to date
























Bom dia a todos.

Tem desconto

Valteri Bottas precisa desembolsar 5 milhões de Euros para correr na Williams.

Está juntando.

Dizem que falta pouco.

Mas sua provável titularidade ainda está gerando atritos entre Frank Williams
e Toto Wolff.

Vende-se

50 milhões de Euros.

Essa é a pedida da HRT.

Tecnologia

Quem está bem empolgada com a tal Fórmula E é a McLaren.

Sua divisão de sistemas eletrônicos deverá ser protagonista na nova categoria.

Futebol & F1

Sauber e o Chelsea acertam parceria.

A ideia é ter um patrocinador comum.

Cheio de certezas

Adrian Sutil já fala em Austrália...

Emprego

Tá feia a coisa.

Tem briga até para ser piloto de testes da Pirelli.

Torcida

Os organizadores esperam mais de 100.000 pessoas para assistir o GP de Austin.

Americas Series

E a Fórmula 1 estuda lançar uma categoria de acesso nos Estados Unidos.

O plano é rivalizar com a Indy Lights.

E despertar o interesse do público americano.

Mais.

Haveria corridas também no Canadá e no... Brasil!

Vamos aguardar.

Na foto: Anderstop.

10 comentários:

Vinicius Netto disse...

arrisco que o ano seja 1972....ou 1973. Vixi! to ruim de datas kkkkk

TW disse...

E mesmo essa 'bagatela' acho que ainda vai ser difícil vender

marcio jose disse...

O Frank Williams é um cara que me surpreende tanto positivamente quanto negativamene.

e olha que exemplos não faltam a ele.

sua mania de economizar com pilotos,decretará sua aposentadoria.

Paulo Alexandre Teixeira disse...

50 milhões? Tá muito barato, quase desconto! Mas creio que tenha a ver com a licença. Já ouvi falar de um consórcio do Médio Oriente muito interessado na coisa, mas de resto, nada. O Joe Saward fala que eles até podem desaparecer no final do ano.

Quanto a tal categoria de GP2 americana... será que haverá pilotos suficientes para a coisa? E com qualidade? Duvido. A acontecer, não deverá ter vida longa, digo eu.

Quanto à foto, é Anderstorp 1974, palco da primeira vitória de Jody Scheckter, no seu Tyrrell.

zamborlini disse...

informando ao vinicius: o ano é 1974, prova em q voltou a ser tudo azul na fórmula 1.
corradi, faltou um errezinho no fim do nome do autódromo.
abraços

Anônimo disse...

O ano foi 74 e o resultado foi dobradinha da Tyrrell com os 007 de Schekter e Depailler. . .com repeteco em 76, dessa vez com os famosos P34.

Zé Maria

fernando disse...

quase, Vinicius, o ano é 1974.

abraço

Renato Henrique disse...

O Ronnie Peterson está com o carro numero 1????

fernando disse...

Renato

naquela temporada de 1974 os números 1 e 2 foram para a equipe que tinha campeã do titulo de construtores, não o de pilotos! - Jackie Stewart tinha sido o campeão em 73 com Tyrrell, mas essa equipe ficou em segundo dentre os construtores.
e a temporada de 73 foi a primeira em que se normatizou a numeração, que passou a ser mantida igual por todas as etapas; até 1972 variava de corrida a corrida, conforme os desejos principalmente dos organizadores/promotores de cada GP.

essa bobagem não perdurou, creio que já a partir de 75 o que passou a ser considerado foi o titulo de pilotos mesmo.
em 76 Hunt venceu o de pilotos com McLaren, o de construtores ficou com a Ferrari, mas em 77 quem carregava o 1 e 2 eram os carros da equipe britânica.

Renato Henrique disse...

Valeu Fernando