quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Raiz Quadrada























E a história de Rubens Barrichello tomou conta da mídia.

Já disse aqui no Blog o que penso sobre esse retorno.

Queria falar sobre a informação.

De onde surgiu?

Foi do site da conceituada Auto Motor und Sport?

Não.

A raiz não está aí.

A primeira vez que me deparei com o assunto foi no dia 13 de setembro.

Nada que despertasse interesse.

A fonte era da Alemanha.

Independente.

Um espaço como esse aqui.

A AMUS mastigou a coisa por quase duas semanas.

Precisava checar.

Então no dia 26 de setembro, em seu Blog na AMUS, Michael Schmidt, de
forma discreta e com cuidado, soltou a nota.

Uma bomba.

Sauber e Rubinho.

A coisa se espalhou rapidamente.

No Brasil então...

Eu achei um absurdo.

Não a informação, mas a vontade de Barrichello em retornar.

A turma ficou ávida por uma confirmação.

Eis que ela veio hoje.

A própria Monisha Kaltenborn, chefe da Sauber, disse que o piloto brasileiro
quer voltar e não descartou ele como candidato a vaga.

Podia ter descartado.

Mas não o fez.

O boato nascido há mais de 20 dias foi confirmado, virou notícia e ganhou as
manchetes da Autosport, BBC e todo o resto.

É fato, existe uma conversa, uma negociação.

Essa é a notícia.

Ponto.

Vai dar certo?

É possível que se torne realidade a volta de Barrichello?

Vamos ao cenário.

Uma das vagas da Sauber para 2014 será preenchida pelo menino russo
Sergey Sirotkin.

O dono do dinheiro.

E a outra?

Nico Hulkenberg está fora.

Falaremos dele mais à frente.

Enquanto que Esteban Gutierrez está firmado num sabão.

Seu patrocínio não cobre as despesas necessárias e sua performance deixa a
desejar.

Não fez nenhum ponto até agora, contra 19 de seu companheiro.

E todo mundo sabe que, na Fórmula 1, ponto é dinheiro.

Fica claro que o mexicano precisa fazer algo se quiser permanecer.

A luta por um lugar ao sol no grid de 2014 não está fácil.

A Ferrari bem que queria um carro mais veloz, porém já mandou Jules Bianchi 
ficar quieto na Marussia.

Só de ver o Felipe Massa correndo atrás de seu espaço, fico assustado.

Nico Hulkenberg, que é um bom piloto, está fazendo uma promoção.

Acredite.

Não sei se a ideia é dele ou de Werner Heinz, seu empresário.

É o seguinte: pague 1 e leve 2.

O piloto abriria mão de um ano de salário para obter dois anos de contrato.

Que coisa, não?

Nesta temporada, que antecede grandes mudanças na categoria, parece que
tudo pode acontecer.

Ainda mais depois da ida de Kimi Raikkonen para a Ferrari.

Eu não duvido de mais nada.

Nem mesmo de uma notícia doida como essa da volta do Barrichello?

Não.

7 comentários:

Rafael disse...

Acho que a ida do Rubinho para a Sauber é tão difícil de palpitar, é muita coisa estranha que se confirmou, e coisas obvias que não se confirmaram.
Acho que a frase do Fábio Seixas em seu blog, diz tudo sobre essa situação:
"Cuidado, pois, com o que lerem por aí. Qualquer conclusão mais assertiva, para um lado ou para o outro, estará forçando a barra."

Ituano Voador disse...

A situação seria muito curiosa, pois quando o moleque russo que vai correr na Sauber nasceu, Barrichello já era piloto de F1!

Unknown disse...

A situação, no meu ponto de vista, é a seguinte:

Barrichello tem a grana e alguém levantou o boato. A Sauber não desmentiu. Como a equipe está de píres na mão, a oportunidade de alguém com patrocínio não pode ser descartada, aí colocaram o Barrichello na briga pela vaga.

Abraço,
Diogo

Anônimo disse...

Eu nunca fui muito fã do Rubens,mas não seria um mal negocio pra Sauber e vai ser ótimo pro Russo,ter um piloto bem experiente pra dar umas dicas..

Alfredo Aguiar disse...

Pois é Corradi.
Enfim a BBC soltou a bomba: A Sauber realmente quer o rabichello, Mas só que como técnico do menino Russo, assim meio que uma babá de luxo, que os rublos do garoto podem pagar. Nesse caso o mais perto que o rabika vai chegar do pit lane, é segurar o pirulito, pro russinho não se atrapalhar nos pit stops.
Poha me deu aquela vergonha alheia agora, fiquei vermelho pelo cara. Como existe gente que não sabe a hora que a humilhação passa dos limites!!!

egidio manoel disse...

alexander wurz faz o trb de conselheiro dos pilotos na wilians e ninguem acha ruim. kovalainem esta de piloto de teste na caterham e não me parece envergonhado disso, ajudar os novatos a acertar o carro.se for qualquer um desses casos, devagar com o andor, pode ter passado o tempo dele ser campeão, mas se a experiencia dele ainda for útil, que mal existe em usar?

Alfredo Aguiar disse...

Egidio, Espero que ele consiga uma vaga de consultor.