quinta-feira, 13 de março de 2014

Depende da Suzie




























Imagem de Sebastian Vettel tendo como fundo a estátua de Heppenheim.

Seria uma bomba.

A saída do atual campeão para uma outra equipe.

Quem cogitou a possibilidade foi Helmut Marko.

Mas o piloto não tem contrato até 2017 com a Red Bull?

Sim.

Mas existem cláusulas de desempenho que precisam ser cumpridas pelo time
dos energéticos.

Até aqui, todas as exigências do melhor piloto da atualidade (pagarei caro por
essas palavras) foram cumpridas.

Aumento salarial, a opção de dar um lugar para Daniel Ricciardo...

Porém tudo isso pode cair por terra se Suzie não ajudar Vettel a brigar pelas
primeiras posições.

Suzie é o nome dado por ele ao RB10.

Com "Z" pra ninguém confundir com a Wolff.

Se sair, as opções claras seriam Mercedes ou Ferrari.

Com a Scuderia Italiana optando por um corte radical em seus pilotos para
favorecer seu novo número 1.

Se.

Cito as duas equipes pela origem alemã da Mercedes e pelo sonho antigo de
Montezemolo de contar com Vettel em suas fileiras.

Ambas as transações envolvendo cifras altíssimas.

E tornando Sebastian um pouco mais conhecido.

Uma recente pesquisa me surpreendeu.

Você sabia que em termos de marketing, dentro do universo da Fórmula 1,
Felipe Massa é um nome que vende mais que o cara que é tetracampeão
mundial?

Falando em termos competitivos.

Eu acho que o cara cairia como uma luva dentro da McLaren / Honda.

Quem precisa de Fernando Alonso com Vettel dando sopa?

Cairia.

Fico com a impressão que timing, aquele momento certo da mudança,
parece ter passado.

E esse Kevin Magnussen veio para ficar.

E deverá marcar lugar no feudo de Ron Dennis.

De qualquer forma um movimento de Vettel traria uma bela renovação na
categoria.

E uma dança das cadeiras.

Torço por isso.

Nada melhor do que ver o circo pegar fogo, não?

16 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com tudo...porém eu acho que a RBR e Renaut vão dar a volta por cima, e vai ser neste ano mesmo...Tenho certeza absoluta que o Vettel vai brigar pelo campeonato atras do penta consecutivo!

TheEltonToptec disse...

Não sei como bravatas e impropérios de fanáticos pelo espanhol, possam lhe cobrar caro por uma simples menção, da sua opinião, no seu próprio espaço.

É fato. Vettel está (muito) acima dos concorrentes se tratando do conjunto de qualidades que formam os campeões. Ele reúne no grau mais elevado todos os quesitos que se possa desejar de um piloto top. Já Button, Alonso, Hamilton e Räikkönen não.

Poderia discorrer por infindáveis paginas sobre as diferenças entre os cinco campeões ativos atualmente, mas é desnecessário. Não quero nem pretendo convencer ninguém de nada. Cada um que torça por seu ídolo como bem quiser, o que não muda os fatos tacados na cara de todos os espectadores da F1 desde 2008. Alguns são sensíveis o bastante para acreditar em seus próprios olhos, enquanto outros não. Paciência.

Pessoalmente torço pro Lewis, e reconheço sem o menor pudor uma lista de defeitos razoável no britânico. Muita atenção em festas, Nicole, cachorro, Twitter, rap, alpinismo e outras tantas distrações, enquanto Vettel chega cedo e sai tarde do trampo, o que não à toa, resultou num tetra irretocável.

Admito a superioridade incontestável do alemão em relação ao cara que tem minha torcida, mas nem todos os torcedores são assim. Sou Hamilton, com todos os defeitos e o Vettel é melhor, e muito. E daí? Continuo com Hamilton, mas sem tapar o sol com peneira.

Se os torcedores de outros pilotos não conseguem ver isso, pior pra eles, que vão viver pra sofrer cada vez mais decepções, por pura ingenuidade, que na infância é normal, mas na idade adulta, um problema grave.

Abs

Ituano Voador disse...

É, esse começo de temporada será uma boa oportunidade para avaliar o tamanho do talento de Vettel...

RenatoS. disse...

Vettel e Alonso, eu diria.

Difícil deixar o espanhol de fora desta avaliação, por mais que eu não goste dele, e agrade bastante da humildade e simpatia do Seb; porem levando em conta tão somente o lado piloto.

Também acho que enquanto estamos aqui debatendo sobre essa possível troca de equipe por parte de Vettel (algo que um dia acontecerá; até para troca de ares), a Red Bull/Newey/Renault trabalha incessantemente para se recuperar. É só uma questão de tempo.

No mais, gostaria que Vettel ficasse na Red Bull e desse o seu melhor (como sempre deu) neste momento difícil da equipe, ajudando-os a se recuperar e findando de uma vez por todas qualquer dúvida que possa ainda existir sobre suas qualidades.



Rafael Vieira disse...

Pelo que andei lendo mundo afora, acho qye nenhuma RBR termine a corrida nesse final de semana e tenha pouca significancia até Barcelona, talves seja um pouco tarde para disputar título, mas em 2015 voltam bem forte.

Anônimo disse...

Já tem gente dizendo que a RB10-B fica pronta até o Bahrein, antes portanto. Com traseira modificada e radiadores reposicionados. Veremos.

Cristiano

Anônimo disse...

Felipe Massa vendeu mais em termos de marketing que Vettel porque foi piloto da Ferrari por vários anos. É a Ferrari quem é ultra conhecida no mundo(piloto vai meio de carona). Até 2013, você comprava uma camiseta da Ferrari no Estados Unidos, ou estava escrito Alonso ou Massa. Bom lembrar, Formula Um nos USA nunca foi prioridade. Lembro de um jornalista brasileiro perguntando a um torcedor americano nas 500 Indy: "Você sabia que Airton Senna é considerado por muitos o maior de todos". O cara disparou: "Porque você esta me dizendo isso?", como quem diz...estou me lixando, olha os caras na pista, isso sim é prova de fogo. Vettel é jovem, focado e não arruma encrenca nas equipes, é fortíssimo piloto(veloz/preciso/cerebral), com certeza tem vaga garantida em outras equipe de ponta. Pode ser Mercedes, Ferrari ou Mclaren. Vettel não esta desesperado por mais um título como Alonso ou Hamilton. Newey tem histórico de ajustar o carro no meio para o final da temporada, e quando faz, Vettel sobra fazendo sua parte como piloto...pontuando regularmente no início, lá na frente tudo é possível. Se o ano for muito ruim, melhor Vettel mudar de time porque em dias de motor turbo, Renault nunca foi lá essas coisas. Até nos aspirados esse motor vem devendo algum tempo, o motor Renault sempre se mostrou fraco em reta. Estão falando maravilhas de Felipe Massa na Williams, mas quem esta fazendo a diferença em 2014 é o motor. Massa ainda precisa provar na pista que merece confiança, se for batido regularmente por Bottas, pá de cal nesse assunto. Boa sorte ao Felipe, porque a coisa não vai ser tão fácil. O brasileiro só tem chance de vencer se a Williams for mais veloz e confiável que Mercedes, Ferrari, Mclaren e Force Índia. De piloto pra piloto, com equipamento semelhante, Massa não supera pilotos do calibre de Alonso, Vettel, Raikkonen ou Hamilton. Ainda tem Rosberg em grande fase. Se Mclaren acerta o carro ainda tem Button, fora Hülkenberg nessa boa Force Índia. Vamos ser coerentes, Massa não precisar dar show, basta fazer uma boa temporada pra voltar o reconhecimento. Felipe tem um grande carro, pode fazer pódios e vencer, mas título...esqueça! Bom lembrar, Bottas é tido como futuro campeão pela Williams. Hamilton já esta jogando o favoritismo para Felipe e Bottas, nesse oba-oba o brasileiro esta sob pressão, tem que mostrar serviço, afinal de contas ele esta motivado, tem experiência como piloto na Ferrari, lidera o time atual, etc... Só esqueceram de um detalhe, Bottas é talentoso e jovem, isso tem enorme valor para equipes de ponta, se mostrar serviço pode arrumar uma grande equipe pra 2015. Dizem que Massa esta ajudando muito no desenvolvimento do carro. Oras, mas desde quando piloto tem influência nos carros hoje em dia? Pensei que isso não tinha valor nenhum! Pelo que a pachecada diz, piloto não tem nem 25% de influência nos carros, pura fantasia. Pelo menos era, quando o assunto era piloto de fora. Meses atrás, Montezemollo disparou: "Nos anos 60/70 o piloto valia 50% porque tinha influência nos acertos dos carros, não havia informática ou telemetria como meados dos anos 80(assista o filme Rush). Alterações os engenheiros faziam graças as informações dos pilotos. Só que a mídia atual esta esquecendo de um detalhe, piloto hoje pode valer 30%, mas é nesses 30 que ele pode fazer toda a diferença". A história da Formula Um mostra quem faz a diferença no mundial...

Marcelo

Renato Santos disse...

Não sendo o meu circo.

Renato Santos disse...

Se pensarmos que todo homem tem seu preço, que se inclua um pacote técnico daqueles, bem entendido. Muitos estúdios, redes de TV, times de futebol fazem isso, contratam as estrelas do concorrente...

Alessandro Seara disse...

Simples pitacos: Vettel me lembra um bocado o Senna, o Lauda e outros naquela obstinação de sempre procurar o melhor.

Com a vantagem de ser bem mais acessível pessoalmente que os dois que citei, nisso lembrando muito o Emerson.

Efetivamente, a Red Bull e a Renault passam por um momento delicado, muito delicado. Mas não creio que fiquem marcando touca por essa temporada, não. Mais um pouco, e tiram coelhos da cartola.

No mais, seria bacana ver uma dança de cadeiras bombástica como essa, pra sacudir.

E que me desculpem os fãs do Alonso, mas creio que o tempo dele começou a se esgotar. Creio que deu o que tinha que dar.

Mas veremos... quem sabe não posso ter errado em tudo o que disse?

Anônimo disse...

Vettel tem que provar seu valor repetindo a temporada de 2012 do Alonso, como ele próprio disse. Com carros bons, Button e Vettel provaram vencedores,já ganhar com carro ruim, só gênios.

Ron Groo disse...

Não sei onde baseou seu texto, mas assim...
Fora da Red Bull (o que eu não acredito porque este seria o primeiro carro ruim em seis que ele pilota - me corrija se eu estiver errado) seria o nome de peso para enfrentar um Alonso (que pode sim vir a ser o campeão deste ano - sentado à bordo de um McLata.

Marcos Antônio Filho disse...

A Williams está de braços abertos pro Vettel! hehehe

Corradi, juro pra vc que não consigo acreditar em um Magnussen depois do fiasco do pai... Mas vamos ver se o filho apaga a má impressão


abs

TW disse...

Realmente, iria gerar uma bela dança das cadeiras, mas não creio na saída de Vettel pelo menos até 2015.

RenatoS. disse...

Ei Corradi, Suzie reagindo.

Maico Rian disse...

Uma hora, o insucesso e a adversidade iriam chegar. Vamos ver como o Vettel vai lidar com isso aí. É um tetracampeão, e creio que vai saber lidar com o talento a adversidade, apesar de não gostar dele e torcer para que tudo dê errado com ele, hehehe. Vamos ver esse ano, que é o ano que vai dizer se o Vettel foi campeão porque tinha um carro melhor que a concorrência, ou porque ele é, de fato, o mais talentoso piloto dos últimos 15 anos.

Abraços Corradi!