sexta-feira, 11 de abril de 2014

Rascunho em Família























1990.

O capo ao lado de Nelson Piquet.

Vamos esmiuçar um pouco essa história sobre Biatore e a Ferrari.

Para isso precisamos voltar ao final de semana no Bahrein.

Antes da corrida, Luca di Montezemolo conversou com seu primeiro piloto.

O Avvocato afirmou para Fernando Alonso que a equipe não vai desistir da
temporada de 2014.

Tomo isso como verdade.

Tanto que o projetista James Allison não viajou com a Scuderia italiana nessas
duas últimas provas.

Ficou em Maranello acompanhando os testes de Pedro de la Rosa no simulador.








A evolução se faz urgente.

Kimi Raikkonen acredita que as coisas deverão melhorar.

Enquanto Ferdi se mostra otimista para a Áustria.

Porém antes de tudo isso há o GP da Espanha, na casa de Alonso.

Um grande fracasso poderia fazer rolar a cabeça de Stefano Domenicali.

Aí entraria a figura de Briatore.

Perguntei ao Tordo sobre isso.

"A cultura atual é procurar culpados.

No passado foi Kimi (que brilhou na Lotus), depois Aldo Costa (que anda
recebendo prêmios pela Mercedes) e agora Stefano.

A famiglia Agnelli (principal acionista da FIAT) pressiona Montezemolo.

Briatore?

Há duas coisas.

O efeito bombástico da contratação e a tentativa de segurar o piloto espanhol
na frente das fileiras da Scuderia."

Olhando assim fica a impressão que com a ameaça da proposta da dupla
McLaren / Honda, parece que Montezemolo não tem um plano caso Alonso
retorne para Woking.

Vamos acompanhar o desfecho desse imbróglio.

A Lotus apresentou seu LMP1 T129 para encarar o Endurance neste ano.



















Bonito o desenho.

A administração do Circuito do Bahrein anunciou uma parceria com a
Bell (tradicional fabricantes de capacetes) para realização de testes e
desenvolvimento de novas tecnologias na pista do emirado.

É a primeira parte de um plano que pretende atrair outras empresas e
ainda instalar uma escola permanente para novos pilotos no local.

A Pepsico firmou um acordo com a Force India.

Sergio Perez e Nico Hulkenberg vão tomar Gatorade de graça.

Associada da Sauber, Simona de Silvestro irá conduzir uma Ferrari em
Fiorano daqui a duas ou três semanas.

Bernie Ecclestone confirmou que a FIA aceitou o pedido de Gene Haas.

Assim teremos mais uma equipe no grid de 2015.

"Agora começa o trabalho duro." Disse Haas.

Lembrando que a ideia original era construir um carro com chassi Dallara
e motor Ferrari.

Enquanto isso a Marussia está sem rumo e doida pra achar um comprador.

A principal fonte (russa) de recursos do time secou.

14 comentários:

Ron Groo disse...

Acho que há um plano sim, mas ele está na Red Bull agora.

Anônimo disse...

Parece que uma 13 equipe será aceita...

RenatoS. disse...

Corradi,

o Briatore tem histórico ruim, mas, ainda sim seria uma boa opção em termos de comando. Agora, tem que ficar de olho nele, porque esse gosta de coisa errada.

No mais, além de Haas, parece que a turma da BMW está com planos de retorno, mas como fornecedora. Além da Ford.

É, pelo visto, o novo formato da F1, com híbridos, agrada aos fabricantes.


Társio disse...

Corradi,

Por que o Domenicalli ainda se sustenta no cargo?

Humberto Corradi disse...

Társio

Domenicali não chegou ao cargo de qualquer maneira.

Está onde está por méritos e competência dentro da organização italiana.

Não se desfaz de alguém assim de qualquer maneira.

Valeu

Anselmo Coyote disse...

O Briatore não foi banido da F1 por causa do Cingapuragate?

Daniel Chagas disse...

Nova equipe sem um apoio de montadora não me empolga. Com certeza vai ficar no fundo do grid juntos com marussia e caterham. Isso se elas sobreviverem até lá. E no caso da Ferrari, me desculpe mas não é apenas o Domenicalli que tinha que sair fora, a Ferrari é uma incompetência generalizada , o que se salva ali são os pilotos. Voltou a ser a Ferrari dos anos 80 e 90, essa é a verdade.

Anônimo disse...

e no início do ano muitos imaginaram que os problemas na Ferrada (trocadilho besta) era a dupla alonso e kimi. parece que o embrolho é muito maior

Anônimo disse...

"Bell (tradicional fabricantes de capacetes) para realização de testes e desenvolvimento de novas tecnologias" como assim ... vão por pilotos pra bater de cabeça nas barreiras? tipo o crash test que fazem nos bólidos?

Rodrigo disse...

Achava que esse escroto do Briatore tinha sido definitivamente banido para o bem da F-1.

Rodrigo

Anônimo disse...

Pat Symonds voltou à F1... e está bem conceituado na Williams...

Flavio Briatore está "ameaçado" de voltar à F1... será?

Quem não é (nem será), nem de longe, cogitado para retornar à F1 é Nelson Angelo Piquet...


Piquetzinho aceitou a tramóia e bateu no muro. Ficou de bico calado até ser demitido. Depois botou a boca no trmbone... consciência pesada? hummmmm....

Se os dois primeiros arquitetaram um plano sujo, Piquetzinho de forma alguma saiu limpinho dessa... e aos olhos da "máfia", ELE foi o traíra!


Episódio vergonhoso esse...




um abraço,
Renato Breder

maxwellman disse...

Luca deveria olhar melhor para o Grid! Ele tem Hulkenberg e Bianchi como boas opções para a Ferrari.

Quanto a Marrússia, aquele Zoran não sei das quantas, poderia comprar a equipe.

miguel fernandez disse...

eu tou de acordo con corradi en que o domenicalli e un homen competente, mas o certo é que sen triunfos...

comezo a dubidar...

por certo corradi, una sujerencia...

onde anda o Martin W? o da mclaren?

saudos

Emerson Fernando Pippi disse...

Domenicalli dançou. Domorou.
A sorte de Massa não se restringiu à Lotus.