segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Rascunho Hipotético























Calma!

Fica mais um pouco...

Tentando entender essa história.

Fernando Alonso possui um acordo para continuar na Ferrari em 2015.

Mesma opção que o deixaria ligado à Maranello também em 2016.

Só que as coisas não são assim vermelho no amarelo.

A tensão interna está lá.

Você leu aqui as reclamações públicas do espanhol.

Vazamentos do time.

Clique para lembrar.

Ferdi e Marco Mattiaci não se bicam.

E as palavras de Mattiaci colocam fogo na coisa.

"Alonso no momento (destaco o 'no momento') ficará conosco.

Existe um debate sobre como definir a nossa relação."

O contrato está lá, como falei, para mais duas temporadas.

Então o que poderia acontecer?

Primeira hipótese.

A Scuderia Italiana poderia deixar Alonso num ano sabático.

Como fez com Kimi Raikkonen em 2010.

Segunda hipótese.

Os italianos poderia negociar o piloto.

Aí aparecem os possíveis interessados.

Um é a McLaren - Honda.

Ron Dennis quis selar o acordo meses atrás com Alonso.

O contrato (e um adiantamento de quase metade do atual salário do piloto)
estavam lá.

Sei que o dinheiro foi recusado.

Estima-se que a Ferrari pediria algo acima de 25 milhões de Euros para liberar seu
número um para a concorrência.

Em Suzuka a Honda tentaria sua cartada final.

Outro que está de olho é a Mercedes.

Surgindo das sombras.

Aí a coisa poderia depender do resultado da briga Hamilton x Rosberg.

Você pode perguntar.

Mas o time prateado descartaria Lewis, mesmo ele sendo campeão?

Nada demais.

Até porque há precedentes.
























Por fim.

Se ninguém notou, em Cingapura Felipe Massa completou 100 GPs sem vitórias
na Fórmula 1.

11 comentários:

Anônimo disse...

Será que ele fará que nem o Prost...
Um ano sabático vendo o que acontece quando Vettel ou Hamilton for assediado para o cokpit vermelho?
Pode surgir uma vaga na Flecha de prata ou nas latinhas...ou ainda a vaga de Bottas]Massa caso a Williams deixe de ser a promessa a passe a disputar em 2015...

Não éh má ideia...

Renato Santos disse...

Só tem uma coisa melhor que o Rascunho, que é o rascunho com comentários.

Anônimo disse...

Já esta arrumando sua desculpa por ter apostado em Nico e não em Hamilton pelo titulo ?

E Sebastian Vettel, não ia dar a volta por cima?

Parece que seus alemães não são tão bons assim né peixe? haha

Daniel Chagas disse...

Essa informação da Mercedes é nova e abre outro caminho. Aí seria Alonso indo para os prateados e Lewis voltando para a Mclaren.Mas realmente, cada dia que passa a permanência de Alonso na Scuderia fica mais difícil. Onde tem fumaça há fogo, realmente. abcs

Ron Groo disse...

Vem de encontro ao que penso: a batata de Hamilton está tostando.

Anônimo disse...

Ano sabático o Alonso não tira. Não combina com ele e ele é cobiçado demais pra isso. Se a Ferrari não quer, tem quem queira, e como tem! Boa parte das equipes competitivas do grid "dariam um rim" pra ter o espanhol pilotando seus carros. A Ferrari está bancando a boazona, mas até agora sabemos de quem é a culpa pelas tentativas frustradas de título da Ferrari. A atitude até pode ser que mude daqui pra frente com Mattiaci no comando, mas o certo que quem pisou na bola até agora foi a equipe. Empenho e competência por parte do espanhol nesses anos todos, estamos cansados de saber que sobrou. Enquanto a Ferrari fica na sua "soberba", chorando pra tudo, querendo mimos mas nunca merecendo.

Por fim, Damon Hill não foi o único a tomar o pé no traseiro da Williams mesmo sendo campeão. Mansell também em 1992. Estranha mania da Williams.

Danilo Cintra

Tiago disse...

E pq não um troca-troca Ferrari/Mercedes? Lewis vem e Alonso vai? Pode ser?

Alfredo Aguiar disse...

Eu acho que você tá valorizando demais o espanhol e também penso que nem Mercedes nem Red Bull aceitariam o espano nos seus times, não que seja mal piloto, mas se é difícil administrar Hamilton/Rosberg como foi Vettel/Webber, o espano e qualquer um é impossível, a não ser que o o sujeito do outro lado da garagem aceite ser segundo piloto com faster than you no contrato. Rosberg aceitaria? Ricciardo toparia? Valeria a pena trazer o rabichello de volta pra ser capacho do espano? Ou tirariam o massa da Williams?
O problema do espanhol na ferrari é que ele quer mandar mais que o Rei, quer trazer o Briatore de volta e o Mattiacci pode não ter muita experiência de padock, mas não chegaria onde chegou sendo burro e sabe que pro espanhol só resta ficar onde está ou a promessa da McLaren Honda. Nem os tifósis estão mais muito aí pro espanhol.
Hoje o el fodon é melhor pra vender o Marka do que pra ser piloto de equipe que está vencendo e se a ferrari não foi campeã desde o Kimi em 2007, parte da culpa é do 1o piloto a quem tudo foi dado, incluindo segundo piloto cachorrinho. Todos os demais culpados já dançaram, só falta o maestro mandar tocar um flamenco e pelo jeito está esfregando a batuta.
Vão se livrar do lazarento e ainda faturar um trocado dos Japoneses!!!

Anônimo disse...

Na willams têm um pessoal da Renô..ferrari...não duvidoooo. Bottas na Mercedes no lugar do Lewis...Alonso na Williams..

Anônimo disse...

Alfredo,
Alonso é a bola da vez, quer você goste ou não do espanhol. Se a Ferrari não ganhou nenhum título de construtores desde 2008, a culpa é da equipe. Muito se falava do Massa como companheiro do Alonso, mas como vemos Kimi não tem feito nada em cima de nada. O maior patrimônio da Ferrari hoje é o Alonso, que é quem carrega os únicos resultados. Mas se o Alonso sair da Ferrari, ficaria feliz pelo Bianchi.
Abraço!

Alfredo Aguiar disse...

Senhor anônimo:
É fato que não sou fã do espanhol, mas nesse caso minha linha de pensamento está no racionalismo. A Mercedes e Red Bull só tem a perder com o espano. A Mercedes tem um carro vencedor, até o Rosberg consegue ganhar com esse carro, vitórias seguidas, o Hamilton passeia com o bólido e poucos pilotos no grid não levariam esse W05 ao pódio. A Red Bull não construiu um foguete nesse ano, mas todos sabem que a culpa é do motor Renault. Ou seja, falta muito mais que os alegados 0.7 segundos do el fodon. veja que tanto Mercedes quanto Red Bull não precisam e NÃO QUEREM o espanhol, seja pelas exigências caprichosas seja pela soma a ser paga. O problema desses caras não é piloto eles já tem os melhores.
Quanto a ferrari, é fácil falar que não deram ao príncipe Asturiano um carro a altura, também não deram um motor a altura pro carro do Aldo Costa nem um chassi a altura pros motores do Luca Marmorini, mas todos dançaram. Assim como bailaram Luca e Domenicalli.
O problema da ferrari era estrutural e nessa estrutura está o espanhol, com seus mimos e exigências que eram satisfeitas pelo presidente defenestrado. Parece que a coisa está mudando por maranello e mudanças significam trocas!!!