quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Rascunho Rosso























Sem açúcar.

A temporada 2016 da Fórmula 1 começa no dia 25 de janeiro.

Neste dia a Pirelli estará em Paul Ricard realizando testes com pneus de chuva.

Falando em datas, a Ferrari deverá mostrar seu novo bólido no dia 19 de fevereiro.

Tudo virtual.

Com fotos, vídeos e animações de computador.

Assim como foi no ano passado.

Mário Illien entregou que a unidade de força da Renault terá sua evolução facilmente
notada já na Austrália.

Interessante a observação de Adrian Newey.

O genial projetista esclarece que a principal diferença dos motores Ferrari e Mercedes
de fábrica para suas respectivas clientes é a atualização do software.

O plano de retorno da Alfa Romeo para a Fórmula 1 está em pleno curso.

O próximo passo a tradicional marca italiana deverá ser vinculada à uma escuderia.

Isso poderia acontecer de duas maneiras.

A primeira opção (mais cara) é comprar um equipe.

A segunda seria associar o nome como um patrocinador master.

Haas, Sauber e Toro Rosso seriam alternativas lógicas.

Toro Rosso que sofre por conta do atraso na definição da sua unidade de força.

Atrasou a programação.

James Key apresentará um carro com uma maior distância entre eixos quando
comparado ao bólido de 2015.

Outra.

O simulador que era utilizado pela Red Bull já está em Faenza.

A mudança se deu porque o time principal da família está utilizando um mais
moderno que conecta diretamente com a AVL (empresa austríaca referência
no desenvolvimento de motores) que é parceira antiga da Red Bull.

Tudo isso faz parte das mudanças explicadas aqui recentemente.

clique aqui para lembrar 

Na parte econômica a nota é que a CEPSA (Compañía Española de Petróleo)
irá retirar seu patrocínio da Toro Rosso.

Algo em torno de 15 milhões de euros.

A razão é o Futebol.

A petrolífera quer concentrar seus recursos no Real Madrid.

Com isso, praticamente todo o programa de apoio ao automobilismo (equipes e pilotos)
deverá ser extinto.

Não se sabe ainda como ficará a situação de Carlos Sainz Jr.

Em Faeza se espera que ao menos o patrocínio individual do piloto seja mantido.

Uma última sobre a Toro Rosso.

Max Verstappen estava jantando com o seu pai próximo ao hotel que pegou
fogo recentemente em Dubai.

O susto foi grande!

Valores.

Pra colaborar com o orçamento da Haas, Esteban Gutierrez se apresentou com
12 milhões de euros.

A própria Haas (através de empresas do grupo) vai colocar mais 57 milhões de
euros.






















Romain Grosjean?

O piloto francês entrou com o nome.

Sua presença deu credibilidade para atrair mão-de-obra qualificada para o projeto
americano.

Por fim.

Lance Stroll estará nas 24 horas de Daytona pilotando pela Chip Ganassi.

O piloto de desenvolvimento da Williams caminha para se tornar titular da F1 em
2017.

E isto é o principal motivo para eu descartar qualquer especulação sobre o retorno
de Felipe Nasr para o time de Frank, OK?


5 comentários:

Renato Santos disse...

Muuuuuito obrigado, amigo Corradi, pelo rascunho!

Renato Santos disse...

Massa está se encaminhando para seu último ano na Williams ou Valtteri vai picar a mula?

Andre Magalhaes disse...

Muito bom seu Blogger, principalmente neste período de "entressafra" da F1, acaba preenchendo este vazio ....

Gostei do rascunho da STR, eu só tomo Redbull light.

Sobre o massa... deve ir para stock Car no ano que vem.

Unknown disse...

Aposto todas as minhas fichas no Bottas na Mercedes ano que vem.
Sempre foi cuidadosamente preparado pelo Toto Wolff. Não faria sentido outro desfecho.

Se o Massa sair da Formula 1, acho que iria para a Formula E. Esteve por lá, na última etapa da temporada 14/15, e gostou do que viu.

Uma dupla Nasr / Stroll poderia $er uma boa para o time de Sir Frank.

Marcos José disse...

Por falar da Alfa Romeo...achava que a Haas já utilizaria o nome "Alfa Romeo" no bloco do motor Ferrari pra 2016 (pra promover o retorno da marca italiana ao mercado do EUA) nesta sua estréia na F1 (talvez o plano do Sergio Marcchione é de utilizar a marca Alfa Romeo na Haas em 2017 e contando com o Raffaelle Marciello como substítudo de Grosjean na equipe americana, já que o piloto francês mudaria pra Ferrari em 2017). Provavelmente a Sauber (na minha opinião) não receberia os "Alfas" pelos últimos rumores (primeiro foi a Renault e agora a Honda) vínculados na imprensa ultimamente e...a Toro Rosso talvez nem fique muito tempo com a Ferrari (apenas em 2016-2017 e talvez irá de Honda pra 2018, será!?)...então a equipe Haas é a única opção a longo prazo para o Grupo FCA para o retorno (e também do uso) da marca Alfa Romeo na F1!! Acho que o Felipe Nasr já esteja na mira da Renault pra 2017 (e não vejo o seu retorno pra Williams a longo prazo), já Felipe Massa acredito que permanecerá por mais um ano na Williams (ao invés do Bottas, que irá pra Mercedes e que tudo indica no lugar do Rosberg e tendo como um forte concorrente pra está vaga : Max Verstappen) e tendo ao seu lado na equipe, Lance Stroll. E pra terminar ...Vandoorne já está assegurado na McLaren (daí a dispensa pela equipe de Kevin Magnussen), a dúvida agora é de quem não ficará pra 2017 entre Button e Alonso (a tendência é bem maior para que o piloto espanhol não fique, mesmo ele tendo mais 1 ano de contrato com a equipe) e as vagas dos pilotos na equipe "Stephen Mercedes" já tem os seus "donos" (Rio Haryanto e Sergey Sirotkin, será!?)...