quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Pequenas Passagens




















Por mais de dez anos ele foi o porta voz do exército vermelho.

O chefe de comunicação.

Apesar de ser considerado rígido pelos jornalistas, Luca Colajanni
sempre foi muito correto em suas atribuições.

Realizou um trabalho dificílimo.

Pois tudo que sai da Ferrari ganha proporções épicas.

Pra termos uma ideia, ele gerenciou as falas de figuras como Michael
Schumacher e Fernando Alonso.

(o segundo era mais complicado por combinar uma coisa e dizer outra)

Lidar com as mensagens da Scuderia Italiana para o mundo necessita
cuidado.

Mas ele é lembrado com elogios.

Era da turma de Aldo Costa, Stefano Domenicalli...

Bons profissionais que não estão mais lá.

Depois?

Colajanni passou pela Marussia e a modernosa Fórmula E.

Certa vez ele organizou um entrevista em Fiorano.

Profissionalismo extremo.

Tudo preparado.

Imprensa ansiosa.

Raikkonen.

(querido, mas quase sempre mudo - um pesadelo para o assessor)

Antes de começar, o finlandês pede para ir ao banheiro.

Demora.

E vem a descoberta.

Kimi fugiu pela janela e foi embora.

Alguns trabalhos são mais complicados que outros, não?

3 comentários:

Renato Santos disse...

Ahahahaha!

Jeferson Araujo Pereira disse...

De todas as histórias sobre o Kimi, essa talvez seja a melhor.

David Félix Krapp disse...

Sensacional essa história... hahahaha

Corradi, esse cara é o Tordo ?