segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Clipping























O Novo

Na imagem acima está Matheus Leist.

Piloto brasileiro que conquistou neste final de semana o título da F3 inglesa.

Dez pontos no bolso para a super-licença da FIA e um belo cartão de visita
para evoluir em novas categorias.

Acho que o passo natural seria a F3 Europa.

Com certeza o jovem (18 anos) e seu empresário Danilo Dirani já devem estar
estudando cuidadosamente todas as opções.

Duas coisas importantes.

A primeira.

Leist parece realmente talentoso.

Principalmente quando olhamos seus resultados e as circunstâncias de competição
em que foram obtidos.

A segunda.

O rapaz (que tem um irmão no Kart americano) deve contar com um apoio
financeiro forte.

Sua família está ligada ao grupo Paquetá, do sul do país.

Um gigante dos calçados (Dumond, Ortopé) que emprega 18 mil pessoas e
que possui fábricas no Brasil e exterior.

Seus interesses também atingem operações financeiras e o setor imobiliário.

Estamos falando de mais de dois bilhões de faturamento.

Leist é um brazuca que tem tudo para ir longe no automobilismo.

Haryanto Vive

Piers Hunnisett (o empresário de Rio) disse que seu pupilo conseguiu
patrocinadores (privados) para seguir na Fórmula 1.

O problema foi o prazo dado pela Manor.

Assim, o asiático segue otimista em conquistar um lugar no grid na próxima
temporada.

Magnussen e...

Havia uma expectativa de que a Renault revelaria seus pilotos.

Mas os franceses seguraram a decisão.

Kevin Magnussen mantém suas esperanças em continuar.

Palmer

Jolyon Palmer possui baixa expectativa do mercado.

Interessante que Jonathan (pai de Jolyon) se mostrou interessado em adquirir
o circuito de Silverstone.

Se você não sabe, o velho Palmer já é dono de Brands Hatch, Oulton Park,
Snetterton e Cadwell Park.

Detectando Movimentos

O russo Artem Markelov (GP2) está cavucando na Fórmula 1.

Valores Materiais

A Sauber diz que o dinheiro não vai influenciar a escolha de quem irá ocupar
seus cockpits.

Segredo

Ninguém sabe a duração do contrato de Stoffel Vandoorne com a McLaren.

Parceria

A Ferrari pediu auxílio para a Dallara no desenvolvimento do seu bólido para
2017.

Fabricante italiano que produziu o chassi para Haas nesta temporada.

Depois de perder James Allison, Antonio Spagnolo (Williams) e Corrado Lanzone
(não confundir com Roberto Corradi, ex-Ferrari, mas ainda na FIAT - Maserati), a
Scuderia Italiana deve estar mesmo precisando de reforços...















14 comentários:

Renato Santos disse...

Ahhhh... a vida é bela quando tem clipping no #F1Corradi. Obrigado, Humberto. Allison vai pra onde mesmo?

juniorcaixote disse...

Ei Corradi, boa noite!!!
Não seria o Roberto Corradi o Tordo? kkkkkkkkkkk

Jeferson Araujo Pereira disse...

Corradi:A Sauber diz que o dinheiro não vai influenciar a escolha de quem irá ocupar seus cockpits.

Meu comentário: A Sauber deveria ter divulgado essa notícia em 1º de abril, mas o assessor de imprensa da escuderia esqueceu e só divulgou hoje.Acho que ele será demitido.

Wesley disse...

"A Ferrari pediu auxílio para a Dallara no desenvolvimento do seu bólido para
2017."

A coisa está feia mesmo para o lado de Maranello!

Pedro Teixeira disse...

Palmer é facilmente o pior piloto do grid. Considero até mais fraco que o Haryanto. Não vai fazer falta.

Eduardo Casola Filho disse...

Ferrari precisando recorrer à Dallara? Que decadência...

Daylson Elder disse...

Ferrari chegou a um ponto crítico.Uma equipe desse porte e com tanta história ae vendo pedindo auxílio,é porque a coisa está sem controle.Espero que esse novo brasileiro nos dê alegria se chegar na F1.Estamos precisando de um nome que nos honre pois também temos história no automobilismo.

Anônimo disse...

Corradi,

Quais são os detalhes dessa "ajuda" da Dallara??

Seria na área de projetos do carro (soluções aerodinâmicas, design, etc) ou apenas na fabricação de componentes do carro/chassi de fibra de carbono e outros compostos??

Por que se for uma ajuda na área de projetos é realmente preocupante que a Ferrari esteja recorrendo a Dallara para isso.

Arthur Simões

Franklin Araujo disse...

Achei o Haryanto aceitavel, bem melhor que o Gutierres e o Palmer... opa revelada a identidade do pequeno passaro

Julio Cintra disse...

O Leist disse que o objetivo para 2017 é a GP3.

João Paulo disse...

Acho que foi revelada a identidade secreta do Tordo!

Anônimo disse...

É o Lauda na foto?

cesar disse...

Vão chamar o Haryanto...

Marcos José disse...

Não ficarei surpreso se a Renault anunciar Carlos Sainz Jr e Sergio Perez na semana do GP da Malásia...a marca francesa está fazendo um grande "mistério" para fazer este anúncio e...agora o piloto mexicano diz que só anunciará o que fará em 2017 apenas...na semana do GP da Malásia!! Com isto sendo realmente confirmado (a contratação de Sainz Jr pela Renault)...Daniil Kvyat teria mais uma chance na Toro Rosso em conjunto com o Pierre Gasly (que assumiria o lugar deixado pelo piloto espanhol na equipe italiana) e..."dizem" que para concretizar este plano a Renault fez uma proposta à Toro Rosso : a equipe italiana cederia o jovem piloto espanhol em troca de pagar um valor menor pela "UP" da marca francesa (e isto incluiria na negociação a Red Bull, também)...então...vamos ter que aguardar Sepang para descobrimos a verdade por trás deste grande "mistério francês"...e na Force India bem...suspeito que tanto Pascal Werhlein ou Esteban Ocon; um deles aparecerá na equipe indiana na vaga do Sergio Perez (claro se for concretizada a negociação do piloto mexicano com a equipe francesa) pra 2017. E pra terminar...a Liberty Media (os "novos chefes" da F1) já disse (pra todo mundo ouvir) que a "verba extra" que a Ferrari recebe da FOM está com os seus dias contados...