terça-feira, 19 de setembro de 2017

Cingapura - 2017



























































Foi um presente para a Mercedes.

A equipe de Brackley tentou durante todo o final de semana de Cingapura
apenas diminuir os danos.

A vitória foi mais que um bônus.

E ainda utilizando a segunda unidade de força.

(lembrando que a quarta foi apresentada em Monza)

Toto Wolff sabia que Ferrari e Red Bull seriam imbatíveis na tórrida noite.

A classificação foi surreal.

Sebastian Vettel raspou o muro e deixou Christian Horner com uma expressão
desconcertante.

Havia decepção por não ver Verstappen ou Ricciardo na pole.

Entretanto todos podiam ver um certo orgulho por seu ex comandado, que hoje
veste vermelho, fazer o impossível.

O time dos energéticos não digeriu bem a derrota.

Helmut Marko falou em nervosismo na condução de seus pilotos.

E completou que já sabia que Seb consegue realizar proezas incríveis.

Horner respondeu com uma ameaça ao dizer que Vettel é quem tinha tudo
a perder no domingo.

Mas aí veio a chuva.

A pista molhada deu esperança para que Lewis Hamilton pudesse compensar
em parte a desvantagem e conseguir algo a mais.

Niki Lauda ainda apostava na imprevisibilidade de Max ao lado de Vettel.

Ricciardo chegou a afirmar que seu companheiro tiraria Vettel...

Todo mundo viu a largada.















O que eu acho.

Pela imagem acima vemos como Gina já passou e buscava a tomada da primeira
curva.

Movimento natural.

Alonso em 2010 executou a mesma manobra sobre Vettel.

Verstappen adota uma linha em direção a Vettel ao apagar das luzes.

Ao não surtir efeito, percebeu que Raikkonen estava bem melhor e tentou
preservar sua posição.

Repare no vídeo (primeiro segundos).

Max larga pra cima de Vettel e volta pra cima de Kimi, atingindo o finlandês.



É fácil de ver.

O jovem piloto participou de outros acidentes neste ano.

E em todas as largadas complicadas ele estava envolvido.

Desde o início do campeonato venho alertando sobre o cuidado que Seb e Lewis
estão adotando no início.

O que não justifica certas críticas.

Eles estão brigando pelo mundo.

A ação de Max (alimentada por sua equipe) era previsível.

Aconteceria mais cedo ou mais tarde e influenciaria a luta principal.

Comentamos sobre isso (Hungria) no início de agosto.














Uma lástima.

E não desejo que Hamilton passe por algo parecido.

O fator estranho (imprudência dos outros) não deveria decidir uma disputa
tão linda.

Lewis e Vettel estão muito acima de todos os outros e não precisam disso.

Daniel Ricciardo não conseguiu acompanhar Hamilton.

Valtteri Bottas trouxe o carro de volta para casa.

Carlos Sainz Jr. colocou mais umas linhas impressionantes em seu currículo.

Jolyon Palmer desceu do carro olhando nos seus olhos.

Vandoorne fez bom uso de sua McLaren.

Lance Stroll teve uma melhor estratégia de pneus do que Massa e colheu
frutos por isso.

Grosjean levou a Haas para os pontos.

E as duas Force India pontuaram.

Sobreviventes.

Quase metade do grid não terminou a corrida.

Acabou o campeonato?

Pode ser.

Porém algo mudou.

Importante.

Se você não percebeu, Sebastian Vettel não tem mais nada a perder.







42 comentários:

Vinicius Fluminense disse...

huaaa.....és um ferrarista nato esse Corradi. Esta eu tive que comentar. Discordo de vc: É NÍTIDO QUE VERSTAPPEN FOI PRENSADO PELAS FERRARIS. Só um cego não vê, ou um louco pela Ferrai/Vettel. Mas você esta de parabéns pelo blog...muito bom...continue assim.

Társio disse...

Por partes...

O qualifying foi sensacional! A volta do Vettel foi uma pintura, e desta fez jus a tudo o que o Corradi acha dele. Os demais foram apenas coadjuvantes!

Tenho na cabeça que a Red Bull tinha melhor carro que a Ferrari na qualificação, e Vettel fez a pole no braço. Não é todo dia que a gente vê isso, ainda mais numa pista minuciosa como a de Singapura.

Com o Verstappen largando em P2, acredito que a estratégia da Ferrari era clara. Raikonnen deveria atacar logo na largada para tomar a posicao e assim proteger o Vettel. E foi isso meus caros que causou o acidente.

Raikonnen largou muito bem, Vettel largou bem e Verstappen não largou bem.

Como Vettel largou melhor que Verstappen, fechou a porta como é normal em todas as corridas. Verstappen se viu sem espaço e deslocou para a esquerda, e duvido que o Verstappen tenha visto o Raikonnen no spray. Como o Kimi foi quem largou melhor dos três, já estava lado a lado, Verstappen ficou sem espaço, ocorreu o toque e o restante foi reação em cadeia...

Enquanto isso Hamilton foi brilhante numa largada limpa, inclusive dizem que ele largou em 2a marcha para evitar destracionar, algo brilhante por sinal... Na primeira curva teve a frieza de nao atacar o Vettel e esperar para atacar mais para frente - e acabou não sendo necessario pois o Vettel bateu sozinho com o carro já danificado.

E curioso que já na primeira curva Alonso seria P3 mas a falta de sorte não desiste do espanhol...

Esta estratégia custou muito caro para a Ferrari. A Ferrari gosta de perder campeonatos em Singapura. Agora está 100 pontos atras no mundial de construtores e 28 pontos no mundial de pilotos...

Com a pista seca eu imaginava que o Ricciardo teria ritmo para caçar o Hamilton mas não chegou nem perto. Porém ele segue impecável como sempre, o rei da regularidade que aproveita TODAS as brechas!

Sainz ótimo, Palmer ótimo (WTF???), Stroll ótimo...

Hulk supostamente teve problemas mecanicos, Massa em mais um dia para esquecer, Kvyat não pode reclamar da vida, está pegando a Kelly Piquet!

No mais, só torço para que a Red Bull continue forte para o fim da temporada...

Abç
Tarsio

OBS - Corradi, Hamilton já passou por algo parecido. Ano passado liderava com folga após ter feito a pole na Malasya, sendo que havia aberto mão da luta pela vitoria em Spa 2016 para ter um motor extra para o fim da temporada e o motor novo explodiu na reta final da prova e perdeu ali 25 pontos que teriam dado a ele o tetra no fim da temporada.

ESPERO que um mesmo raio nao caia 2x no mesmo lugar, e para 2018 tenhamos 2 tetra campeoes...

Patrick Vaz disse...

Começo a pensar que o que falam de ti aqui (ser ferrarista roxo) é verdade.
Seb e kimi foram dois cabeças duras. Espremeram o pobre Max até baterem.
Puta cagada.
O Vettel não aprendeu ainda que não se ganha uma corrida na primeira curva, se perde.

lucasmedeco disse...

Me desculpe Corradi, mas quem menos teve culpa nesse acidente foi o Max.. pessoalmente não gosto da forma agressiva e muitas vezes irresponsável dele, porém não tem como negar que é extremamente talentoso. Acho que no fim das contas foi acidente de corrida.. e o Sr. Vettel assumiu o risco ao fazer aquela manobra, se tivesse ficado na linha dele nada disso teria acontecido.

Anônimo disse...

Finalmente, alguém concorda comigo. Sempre julguei o Verstappen o maior responsável pelo acidente. Nitidamente, ele joga o carro pra cima do Kimi. Duro foi passar a corrida inteira vendo a transmissão oficial os caras falando que o Kimi não poderia ter largado tão bem, deveria ter deixado os dois irem embora. Como é que pode uma aberração dessas, pedir a um piloto para não correr?

Jakson Gomes

S.A.C disse...

Você não ficou tão triste quando um motor quebrado decidiu um campeonato ano passado, você deu todos os méritos a Rosberg, ué....

Anônimo disse...

Já lá vai o tempo em que os pilotos após o sinal verde seguiam a direito, pelo menos nos primeiros 300/400 metros.
Nos anos 70/80 um acidente á partida tinha grandes hipoteses de provocar incêndio. Nos dias de hoje estes pilotos provaram que não têm medo da morte, porque ela quase não existe (felizmente) na F1. Á 40 anos teriamos 2 ou 3 incêndios este domingo. As pancadas nas laterais do Alonso, Vettel e Verstappen eram suficientes para rebentar os depositos de combustivel... que estavam lá.
Diz-se que todos o fazem, mas aquela diagonal de Vettel é aberrante. Têm um deserto do lado direito da pista, que é o seu lugar, e mesmo assim vai procurar barulho. Teve o que merecia, a desistência.
Caso Vettel segui-se a sua linha, Raik e Vers teriam ido sem problemas até á 1ª curva, depois lá seria outra história.
Continuo a achar que quem iliba Vettel nesta história está a falar mais com o coração do que com a razão.

Paulo Alexandre Marques

Anônimo disse...

Caro Corradi,

O blog é seu, escreve o que quiser, estaremos sempre aplaudindo sua inteligência e forma de expor pensamentos e trazer as novidades que tanto ansiamos, diariamente!

Porém, você tem deixado sua paixão ferrarista alterar a verdade dos fatos. Não houve culpa do Max, não mesmo, você e todo o mundo sabe disso. Não é minha opinião, mas de todos (inclusive Vettel, ele sabe que errou).

Afora isso, parabéns como sempre pelo blog, estava curioso para saber o que você estava bolando depois do GP de Singapura kkk

Abraços e vida longa (como eu escrevi outrora, Lewis está com estrela esse ano, ninguém tira o tetra dele).


Glaucio.

Fabrizio Salina disse...

Parece que F1 às vezes deixa de ser automobilismo! Qualquer batida que envolva equipe grande é assunto para semanas, como se o Anjo do Apocalipse tivesse soado a trombeta.

Ora! A única coisa que me dá a certeza de que assisto uma modalidade de esporte e não um "telecatch" são as batidas. Isso é da essência do automobilismo. O dia que acabarem, estaremos diante de qualquer outra coisa, menos de automobilismo.

Os três correram seus riscos e pagaram por eles. Como na vida.

Outro ponto: com esta segurança incrível que os carros adquiriram, tem neguinho pensando que 300Km/h é como videogame, e todos os pilotos vem forçando os limites. A disputa de Perez com Ocon foi um extrato dessa mentalidade de videogame. Aquela sim, deveria ter sido punida, debatida.

Vettel foi o maior prejudicado, mas na condição dele, quem faria diferente? Max paga pelo histórico que vem construindo e pela cabeça vazia de seu pai a lhe soprar bobagens. Kimi, sempre cobrado pela passividade, tomou uma atitude que qualquer piloto tomaria (salvo Massa atrás de Stroll...). Coisa de corrida. E salvem as batidas, pois nos tiram da Matrix!

jhonnydias disse...

Sinceramente não há que se falar em "culpados"... é coisa de corrida, só isso... ficar buscando um algoz para o acidente não fará que as coisas mudem mas sim perder o verdadeiro sentido das disputas... coisas assim acontecem e sempre vão acontecer...

Francisco disse...

Movimento natural? Desde 2008, apenas em 2010 vimos algo desse tipo na largada desta pista. E claro, no domingo.

Não querer ou não aceitar que o Vettel foi o responsável pela batida é inócuo ou paixão desmedida. Quando não, ambos.

Vettel não tem mais nada a perder? Só rindo muito mesmo. O que significa isso? Teremos o crash kid de volta?

Por fim, acho que mesmo sem a batida ridícula provocada pelo alemão na largada, o Lewis ainda assim venceria essa corrida. Sobrou na pista em todas as condições possíveis.

Não sei colocar aquele meme do narrador patético gritando ''é tetra, é tetra'', mas seria ideal pra ilustrar o post.

Danilo Silva disse...

É a dança do maxixe, É a dança do maxixe, É UM MAX NO MEIO COM DUAS FERRARIS FAZENDO UM SANDUÍCHE...

Vettel foi estúpido. O único sem nenhuma culpa foi Verstappen.

Anônimo disse...

Todo mundo virgula.
O erro foi do Max, sou mais um que corroboro.

Se o Vettel sabe que errou, falou só pra voce.

Glauco

Rômulo Maia disse...

Foi acidente de corrida, meu caro. Nada mais que isso. Todos os envolvidos arriscaram e isso ocasionou o que vimos. Entendo a sua torcida pelo Vettel, mas o Holandes não é culpado pelo o que aconteceu. Vettel que tinha tudo a perder e sabia do histórico de Max, se tivesse sido mais prudente teria evitado o acidente.

Ituano Voador disse...

Foi um acidente de corrida; não vi nenhum culpado, mas vi afoiteza do Raikkonen. Mas ele e o Max não tinham nada a perder, então podiam arriscar. Já o Vettel deveria ter pensado duas vezes antes de jogar o carro para a esquerda daquele jeito, foi procurar encrenca de graça e achou. Faltou maturidade para o alemão, que, com isso, jogou o título no colo do Hamilton em uma corrida que era dele.
Agora de fato ele não tem mais nada a perder, pois o que tinha, já perdeu.
Abs

Anônimo disse...

Lugar errado na hora errada. Vettel já esteve no lugar certo e na hora certa. Por quatro anos.

Ricardo

Luiz Carlos Maciel Jr. disse...

Adoro este blog. Regularmente não escrevo pois adoro a leitura dos textos e dos comentários. É o melhor lugar que encontrei nestes 40 anos que acompanho a F1. Parabéns Corradi e parabéns a todos que contribuem para as discussões.

Neste caso decidi externar meu raciocínio. Em primeiro lugar, sou torcedor da Ferrari. Sempre fui e sempre serei. Então provavelmente vocês verão uma certa tendência de torcedor no meu texto.

Primeiro vou falar sobre o Vettel e o que ele e a Ferrari podem ter pensado para a corrida.

Com o Hamilton chegando na 3ª posição (provável) recuperamos a liderança e abrimos 7 pontos de vantagem. Considerando que das 6 corridas que restam pelo menos 3 são de favoritismo claro da Mercedes (Malásia, EUA e México) e que é possível ao Vettel vencer nas outras 3 (Japão, Brasil e Abu Dhabi) e chegar em 2º. nas vitórias do Hamilton, então Vettel é campeão.

Se Hamilton chegasse na 5ª. posição (possível) então a vantagem ao final do GP de Cingapura para o Vettel seria de 12 pontos. Ainda assim seria necessário, na pior das hipóteses, o cenário acima de 3 vitórias para o Hamilton e 3 para o Vettel (com 3 segundos lugares do Vettel).

Então pouca diferença havia entre o Hamilton terminar na 3ª., 4ª., ou 5ª. posições.

Portanto para o Vettel só a vitória interessava. E com o Kimi em 2º. Então na largada Vettel buscou assegurar que o Verstappen não passasse, fazendo o que todos fazem, movendo o carro para o lado do adversário (o Verstappen) para dificultar a tomada da primeira curva.

Kimi Raikonnen entendeu que precisava recuperar o 2º. lugar. Viu a chance e tentou. Mostrou um arrojo e uma vontade que há muito tempo eu não via. Deu certo, por que ele passou o Verstappen e foi atingido na roda traseira.

Agora, na minha opinião, o raciocínio de Verstappen.

Não estou disputando o título. Não estou no melhor carro do grid. Não estou satisfeito com o motor Renault por que o meu carro quebrou inúmeras vezes na temporada. Não estou satisfeito com a equipe que não me dá tratamento de primeiro piloto por que sou melhor que o Riccardo. Meu companheiro de equipe tem 76 pontos de vantagem sobre mim. Eu e meu companheiro de equipe estamos em busca de um carro melhor para a temporada 2019 e só nos interessam, hoje, Mercedes ou Ferrari. Preciso mostrar arrojo, técnica, empenho, garra, vontade, etc. Então vou para esta largada com a ”faca nos dentes”, não vou tirar o pé nem me preocupar com o Vettel, pois não tenho nada a perder e assim “mostro serviço”.

O resultado todos vimos.

Para mim:

1)Raikonnen - 100% inocente;
2) Vettel – Tem uma parcela de culpa pois não queria acidentes mas assumiu o risco ao se aproximar do Verstappen (em direito se diria que houve dolo eventual do Vettel);
3) Verstappen – 100% culpado. De fato não tinha nada a perder na corrida mas não pensou na carreira e no futuro. Isso por que as grandes escuderias querem pilotos arrojados sim mas também cerebrais. Peca pela pouca idade e pela pouca maturidade na sua postura. Se a Ferrari era uma opção para 2019 ele fechou a porta com esta conduta e a Mercedes também irá pensar se é uma boa contratá-lo tão jovem ou esperar um pouco mais.

Quanto ao campeonato, ainda acredito no penta do Vettel. É meu papel como torcedor. Após o GP da Malásia, quando veremos em que condições psicológicas a Ferrari retorna, teremos mais certeza dos rumos deste campeonato excepcional.

Abraços
Luiz

leof1 disse...

Já sabia qual é o teor dessa coluna antes mesmo dela ser escrita. Qualquer que fosse a posição de Vettel no acidente ele não seria culpado porque para Corradi Vettel nunca é culpado...
dessa vez ele não vai poder nem colocar a opinião de outras pessoas defender 90 por que ninguém fez isso, Não há ninguém no circo da Fórmula 1 defendendo o que ele fez...
campeonato decidido na sorte só se for do ano passado em que um determinado piloto perdeu o título na quebra de motor liderando a prova...
Aliás, soberba largada de Hamilton não, o inglês já tinha avisado que ganharia a prova antes da largada, disse q o milagre pra ele tinha acontecido, choveu e ganhou, lembrou Senna...
Não tem nada decidido, mas ele tem a melhor das armas nas mãos dele, o seu talento, é q faz ele em 3 curvas sair do 5° para o 1° lugar

Charles disse...

Corradi,

Dois pontos sobre sua coluna: 1 - Parabéns por ser uma das poucas vozes em uníssono a sustentar que Max foi o culpado ao "acertar Kimi mesmo sem mexer o seu volante" (ele manteve a linha diagonal sabendo atingiria Kimi). 2 - Seu coração rosso o impede de enxergar o que de fato significou o acidente entre as duas Ferraris: que isso foi um castigo divino, mandado lá de cima para punir uma equipe que define seu primeiro piloto já na primeira prova do ano, e faz o segundo de capacho para não atrapalhar o primeiro.

Gabriel Pereira disse...

Sobre o acidente eu acho pra qualquer lado que se levar a discussão vamos chegar a conclusão que foi algo de corrida.
Chega a ser desnecessário tendo em vista tudo que já se falou.
Vettel assumiu um risco, Verstappen estabanado também(esse mlk tá se queimando com as ideias da família..) e o Raikkonen faria uma largada espetacular e pularia pra 1° o único isento nessa discussão.
O vulto criado é apenas por causa da batalha pelo título que tende a se encerrar, eu que estou torcendo para o Lewis fiquei triste
Mas precisamos falar sobre a Ferrari..
A equipe desenvolve um carro inteiramente pro estilo de pilotagem do Vettel, a escuderia e o Raikkonen ficam devendo velocidade para ambos e mesmo assim eles renovam o acordo até o fim de 2018????????
Alguém me explica isso por favor.Eu sou um fã do homem de gelo mas confesso que tá complicada a vida do cara.
Tiraram a vitória do homem em Mônaco.
Sabe-se lá o que a equipe iria fazer com ele na liderança em Cingapura...
e o desempenho dele é FRACO.
Tem que se falar também sobre a perda do campeonato dos construtores.
Mas a Ferrari quer deixar o Vettel tão confortável que aceita uma 'recomendação' dele para renovar com o Raikkonen e conseguiu perder tudo.Campeonato de Pilotos e Construtores?
A equipe mais bem remunerada entre os times não tem UM piloto da sua academia disponível pra assumir um carro da escuderia enquanto Red Bull e Mercedes devem ter pelo menos 2 na fila,tranquilamente.
Giovinazzi,Leclerc?A Ferrari renova com o Raikkonen, faz com ele um papel de ridículo.Compromete o Campeonato de Construtores e ferra com a pilotagem dele.
A Ferrari evoluiu tecnicamente esse ano.
Mas ainda dá vários sinais daquela equipe arcaica que se perdeu no tempo e já vai pra 10 anos sem 1 titulo de pilotos e 9 anos sem 1 de construtores.
É uma vergonha.
Essa soberba de dizer que 'Nós somos a Ferrari' ' O sonho Ferrari'
Essa postura esta acabando com essa escuderia

Grande Abraço Corradi

Plinio disse...

Ficou absolutamente claro que Verstappen não tinha pra onde ir. Não resta dúvida sobre isso.

Barto disse...

Passar 4 carros batidos em 3 curvas.
Baita talento...

Eugenio disse...

Nada como "causar" com um post bem ferrarista! Muito bom, agitou o time. Grande abraço.

juniorcaixote disse...

Pra mim, todo castigo com a Ferrada é pouco. Os desaforos que fizeram nós brasileiros engolirmos não foram pouco... E o Vettel, ah o Vettel... Pra quê fechar daquele jeito pra cima do Kimi e do Max, com uma Sapucaí inteira pra desfilar. E ainda por cima, estava na frente. Tivesse sido mais cuidadoso, teria grandes chances de vencer a prova. Mas Lewis é Lewis, não é Alonso, não é Webber...

Rafael disse...

Discordo de vc Corradi.
Vettel não precisava ter se arriscado! Ele poderia ter feito uma largada limpa e deixado a ponta para quem largou melhor, mas decidiu se arriscar e jogou o campeonato no lixo. Em todas as pesquisas sobre quem foi o culpado, ficou mais que claro, que se houve algum, foi Seb. No episódio de Cingapura do Podcast F1 Brasil, discutem muito bem essa largada. Assim como em todos os outros lugares, só houve 1 culpado, Vettel.

Rafael disse...

“Eu não tinha para onde ir porque os dois me espremeram. Sebastian foi muito agressivo para a esquerda, o que não entendo. Quando se está brigando pelo campeonato, com Lewis bem atrás no grid, não me parece ser o movimento mais inteligente a fazer. Mas no fim das contas estou feliz porque os três abandonaram, e não só eu.” - Max Verstappen.

Unknown disse...

Vocês vão me desculpar, mas ninguém errou, acredito o que faltou ao Vettel foi cautela. À noite, spray, a visibilidade foi depreciada. Então Vettel foi pra cima de Max, (até então manobra normal e que todos fazem), sem visibilidade, espremeu Max, Vettel não contava com o pontuadas largando bem. Os 3 se tocaram e não houve culpa de ninguém. Esta escrito na regra que é proibido mexer na largada? Não pode ultrapassar. Para o Vettel faltou ser cerebral como foi Piquet, em Singapura deu uma de Mansell

WilliamC disse...

Desde o início do campeonato era explicitada uma certa "cautela" de ambos os preteridos ao título. Vettel foi simplesmente IMPRUDENTE e não pensou em seu campeonato, arriscou demais, ainda mais tendo o Verstappen ao lado. O erro maior foi do Vettel e não pela manobra, mas por arriscar fazê-la, pois a manobra é normal mesmo.
Colocar a culpa sobre o Verstappen é cegueira, muito triste ver por parte de alguns torcedores, que deixam seu fanatismo os cegarem, adotarem posturas até anti éticas.

Diego Said disse...

Vendo essa opinião do corradi, começo a acreditar que ferraristas invertem a noção de realidade e querem mudar a fisica...

se tirar uma foto alguns décimos mais tarde, verá que Max ja tem parte importante de seu carro, lado a lado com Vettel... Logo, ele tem o direito de estar ali, e não cabe mais a Vettel continuar espremendo.

Vendo a on board de Raikkonen, fico com a sensação que se Max consegue concluir o que por fração muito pequena tentou (de tirar o pé e sair do meio) ambos os ferraristas bateriam...

ai eu iria querer ver a opinião do blogueiro kkkk

Richard disse...

3WDC Te diz algo sobre o talento.

David Félix Krapp disse...

Corradi, adoro seu blog, o sigo hoje a pelo menos 5 anos que me lembre...

Sei do seu coração Ferrarista e entendo...

Mas na boa... eu acho que foi acidente de corrida... não vejo um culpado de forma clara... Vettel faz a largada dele e preocupado com o Max faz o movimento para a esquerda para defender a posição... ao mesmo tempo o Max larga mal... vê o Kimi vindo e recolhe... Kimi larga de forma excelente e já tá com meio carro a frente do Max... o que acontece aí... Kimi se prepara para entrar na tangência da curva assim como o Seb e os dois não medem direito as distâncias e sanduicham o Max... eu vi isso depois de ver replays e mais replays de fora, de dentro do carro do Max da pra ver o momento em que ele sente que vai haver a batida entre os três e recolhe... da pra ver da câmera do Seb que ele não joga o carro de forma proposital prã cima do Max... enfim... acidente de corrida...

Honestamente o único que digo é que Vettel poderia ter seguido sua linha e sair limpo dessa... venceria? Qm sabe... Lewis tava impossível na chuva, mas ao menos o prejuízo não seria tão grande...

David Félix Krapp disse...

Boa! Não entendi tb o Raikkonen por mais um ano... tem um monte de pilotos que tá fazendo um trabalho melhor que ele... Ricciardo, Hulk, Perez... os pilotos de testes, o Giovinazzi e o Leclerc...

Barto disse...

4 me diz muito mais.
7 então...

Eduardo Casola Filho disse...

Desculpe, Corradi, mas não dá para ficar do teu lado desta vez. Foi evidente que o movimento do Vettel não foi algo simples. Para alguém na condição dele, foi um risco desnecessário. Quanto ao toque, mero lance de corrida. Não precisa punir alguém que já sofreu uma punição na pista, perdendo pontos e a maior chance de um resultado positivo até o fim da temporada. No caso do Vettel, a consequência é a mais grave, com as chances de título indo pelo ralo.

Agora Hamilton só perde o título se tiver infortúnios em DUAS corridas, no mínimo. O raio pode cair no mesmo lugar (vide Malásia 2016), mas é muito difícil que essa hecatombe ocorra novamente.

Julio disse...

Galera aqui acha que o Corradi é ferrarista. Ledo engano, ele é vettelista. Se o Vettel correr de Haas, esta vai começar a ser a equipe mais legal do planeta. Se for Mercedes, idem. Se for de Toro Rosso/Honda, essa equipe tem um projeto, um futuro, é o lugar certo para um cara como ele.

Vai nos posts de quando o Vettel corria de Red Bull pra ver o tom dos comentários sobre a Ferrari, Alonso, Domenicalli etc...

Anônimo disse...

Tirando a parte "...Mas no fim..." colocou as coisas no lugar.

Ricardo

Társio disse...

Tá um barato os comentários. Bombando as torcidas Ham X Vettel tipo Corinthans X Palmeiras rs

Abç
Tarsio

Jefferson disse...

Pessoal, o predileto do blog é quem decide, e ele, claro, quer sempre um 'webber' ao seu lado. Isso se chama medo.
Kkkkkkkk

Jefferson disse...

Ai a culpa seria do Kimi amigo!
Aliás, creio que rasgariam o c9ntrato dele de 18. Kkkkk

Thiago R disse...

Chora Humberto Corradi o sonho ACABOU!

Contra o Verstappen em singapura SENSACIONAL

Sanduiche de RBR MONUMENTAL!

Anônimo disse...

Fui moderado/censurado...
Talvez pq escrevi "que não costumo escrever regularmente, somente ler".
Agora vou por o nome

Marcus Vinicius

Humberto Corradi disse...

Marcus Vinicius

Não publico comentário anônimos. Pode até escapar um ou outro por falha minha. Mas evito sempre que posso.


valeu