segunda-feira, 3 de junho de 2013

Mimos


























Mimado.

O que é tratado com carinho.

Aquele indivíduo que todos fazem sua vontade.

Um protegido.

Nas palavras de Hélio Castroneves, a Fórmula 1 é recheada de pilotos assim.

Mimados.

Salvo exceções.

Segundo Hélio, que já venceu três vezes as 500 milhas de Indianápolis, apenas
Sebastian Vettel, Mark Webber, Michael Schumacher, Felipe Massa e Fernando
Alonso merecem seu respeito.

Você entendeu?

Eu não.

O que seria um piloto mimado dentro da categoria máxima do automobilismo?

Pela definição, Vettel, Schumacher e Alonso não se encaixariam no perfil?

De qualquer forma é interessante a colocação do piloto da Indy.

Me fez pensar.

Entre os "mimados" eu colocaria aqueles que hoje são os principais em sua equipes.

Os primeiro pilotos.

Pois recebem tratamento diferenciado em relação aos outros.

São realmente mimados.

Mas chegaram a essa condição por merecimento.

Por estarem acima da média.

E são reconhecidos por seus pares!

Falando nisso, Nelsinho Piquet , em entrevista a ESPN Brasil, teceu elogios
para a ótima capacidade de pilotagem de Fernando Alonso.

Como tratar com igualdade alguém assim?

Pode ser mimado, mas conquistou esse direito.
 
E quem seria o piloto mais mimado da Fórmula 1?

Minha opinião: Kimi Raikkonen.

O próprio time admite que ele fala e faz o que quer.

E tem que ser assim mesmo!

Por que?

Porque o cara traz impressionantes vitórias e bons patrocinadores.

A Lotus seria uma imbecil se não tratasse como um rei seu excelente piloto.

Acho que a questão principal aqui está na diferença em como cada um lida com isso.

Exemplos.

Sebastian Vettel usa em seu favor nas pistas e dentro da equipe.

E todos os dias se afirma mais e mais como líder de sua escuderia.

Lewis Hamilton por vezes se perde em sua posição de estrela.

Se distraindo e se tornando imprudente.

E com isso acaba deixando brechas perigosas.

Espaços.

Não é uma postura sábia.

Ainda mais dividindo a equipe com Nico Rosberg.
 
Tirando os tops de linha o resto se divide em ameaçados, endinheirados e promessas.

Não é essa a verdade?

Existe muito glamour na Fórmula 1.

Mas não podemos esquecer que há muito esforço e trabalho por trás das vitórias.

Com o atual nível de profissionalismo é até difícil ouvirmos falar de histórias envolvendo
excessos fora das pistas.

Sei que Castroneves usou o termo mimado de forma pejorativa.

Por achar que "qualquer um é fantástico com 100 milhões de dólares."

Um erro pensar assim.

Por desmerecer as lendas do automobilismo.

Ainda mais recordando a excelência dos campeões mundiais.

Talvez o problema esteja naquilo que possa ser considerado "fantástico".

Já que nem sempre aquilo que chamamos de extraordinário ou incrível está associado
a coisas boas.


9 comentários:

Pedro Teixeira disse...

Foi um comentario extremamente infeliz do Heliocastroneves. Talvez por uma pontinha de despeito, já que ele não conseguiu chegar lá.

Anônimo disse...

Recalcado!

Marques disse...

Huuahauhahuahuauha essa foto diz tudo.

Anônimo disse...

Concordando com o Pedro Teixeira no geral, com apenas um adendo: Helinho forçou (e muito) a barra ao incluir o Felipe "Bateeamassa" na lista dos que respeita, fez a maior média com o Zacarias para não sair feio na foto. . .
Zé Maria

Ron Groo disse...

O Castroneves diz uma destas e na prova de ontem na Indy teve um daqueles zé manés dando piti e jogando a luva em outro.
Vai entender.

walter disse...

Concordo que o Hélio não devia falar uma coisa dessas.
Não porque seja mentira; mas é que na Indy a coisa também não é perfeita.
Agora, convenhamos, a quantia de pagantes na F1 é chocante.
Mais que tudo: a F1 ficou intoleravelmente chata, artificial, um cirquinho de luxo.
Nós podemos dizer isso. O Hélio não devia falar.

ahmed disse...

Graças muito possível, por favor visite o meu humilde blog

شبكة انت والعالم
شبكة انت والعالم
شبكة انت والعالم
شبكة انت والعالم

Secastro disse...

Concordo plenamente com o que o Walter disse.

Pedro disse...

Gosto do Hélio, mas ele só falou besteira nisso aí.

Pra se ter uma idéia, os dois pilotos mais mimados da Fórmula 1 atual são os que ele diz que respeita.