quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Acontecendo






































Dois pilotos em destaque hoje no Blog.

Primeiro: Felipe Massa.

O brasileiro nunca esteve com seu lugar tão ameaçado na Ferrari quanto agora.

Seu desempenho em Spa-Francorchamps, próxima etapa da Fórmula 1, será
essencial para que haja uma mudança na sua situação.

Esqueçam Kamui Kobayashi ou Jules Bianchi, o favorito para ocupar o seu lugar
é Nico Hulkenberg.

Segundo: Sebastian Vettel.

Não sei dizer se as propostas mexeram com a cabeça do atual campeão.

O certo é que ele vai sentar com o comando da Red Bull para discutir novamente
seu acordo.

Lembrando que Vettel não tem empresário, ele mesmo toma as decisões sobre o
seu futuro.

Não tenho medo de dizer que acho o alemão o maior piloto de sua geração.

Melhor tecnicamente que Fernando Alonso e apesar de ser menos talentoso que
Lewis Hamilton, o considero mais frio nos momentos críticos.

Essas qualidades reunidas (coisa rara) explicam as razões de seu sucesso.

Mercedes e Ferrari não escondem que cobiçam ter seus serviços em suas fileiras.

Ele está no melhor momento de sua carreira.

Portanto numa posição ideal para fazer exigências.

Talvez a incerteza do time austríaco explicaria a conversa com o empresário de
Fernando Alonso.

Um preventivo.

Vamos aguardar.

13 comentários:

Rodrigo Vilela disse...

Pelo visto a conversa da Red Bull com o Kimi Raikkonen já era, né? Sim, porque eu considero impossível Alonso e Kimi juntos na mesma equipe!!

Fora isso, o Massa já pode pensar em outra categoria para 2014. Ou então, voltar para casa!

Abraço, Corradi!!

Wesley disse...

"2014,o ano em que não teremos nenhum
brasileiro no grid da F1!"

Será que estou sendo muito dramático?

Diogo disse...

Wesley, eu diria que você está sendo dramático por dois motivos:

1. O empresário do Massa é o Nicolas Todt, com bom trânsito na Sauber e Force India.

2. O Benie Ecclestone, raposa velha, já andou falando bem do Felipe Nasr. Ele percebeu o ocaso do Massa e, como o Brasil é a maior audiência da F1, está buscando uma solução para manter o público aqui no país. Como o Nasr tem o Steve Roberson (o mesmo do Raikkonen) como empresário e o apoio do Banco do Brasil, arrumar vaga não deve ser tão difícil.

Anônimo disse...

Pra onde Vetel iria? Ferrari (pelo amor de Deus!), Mercedes (não tão ruim mas inda sim bem duvidoso, ainda mais com uma possível saída de Ross Brawn)? Sem Adrian Newey? Será que ele daria um tiro no escuro desses?
Já li em outras matérias que o trio Adrian Newey - Cristian Horner - Adrian Newey "se vinculou a longo prazo" em um contrato de "vários anos".
Eu particularmente acho que o Vetel está na crista da onda e pra qualquer lado que ele vá irá "descer".
Não sei se a equipe Mercedes se sustenta a longo prazo também, pois é muita cobra criada pra um mesmo saco Brawn-Lauda-Wolf, muita gente grande com muito poder nas mãos, vão acabar se estranhando qualquer hora. Quem não se lembra do caso da Jaguar onde o mesmo Niki Lauda "fritou" o Bob Rahal e no fim nem mesmo o mega orçamento da poderosa Ford pode sustentar a equipe e tudo foi pro buraco, e a estrutura da equipe foi comprada a "preço de banana" pelo Dietrich Mateschitz, virando a arual RBR.

ALEX COURI disse...


ja tinha cantado a pedra do Hulk na Ferrari uns posts atrás em Corradi!quer m contratar como repórter do blog??rss

e digo mais; se tiver algum brasuca na F1 ano q vem será o Nasr, só não sei onde..chutando: Toro Rosso? não seria ruim e ñ é nada impossível..

Jaime Boueri disse...

Massa ainda tem chances. Depende, como você disse, de Spa e da segunda metade como um todo.

Agora, Kimi na Ferrari? Jamais! Ele e Montezemolo não se bicam...

A dupla mercêdica me parece bem sólida até aqui. Não acredito em mudanças à curto prazo...

Agora... a McLaren parece esquecida. Tem o Button se "aposentando" já já.

Tiago Oliveira disse...

O Massa se sair da Ferrari, deveria sair da F1 também e assumir uma posicao dentro da casa eterna dele, como Hakkinen faz com a Mc Laren. Seria mais claro se ele tivesse o merecido titulo de2008.

Tecnicamente a Ferrari tem uma dupla perfeita, ambos pilotos com um estilo mais parecidos, agressivos e combativos, o que facilita o desenvolvimento do comportamento dinamico do carro. E ambos vestem a camisa e assumem seus postos, se nada esta funcionando concordo com Alonso e a Ferrari deveria olhar melhor pra fábrica, a falha no DRS q tiveram no Bahrein foi uma facada num das poucas chances da Ferrari de vencer esse ano tranquilamente por um problema de processos básico, por exemplo. Hulkenberg pra mim é um novo Heidfeld, um bom piloto e só.

A Mercedes afinou muito bem o time em 2013 e tirando o Lauda, que é o Helmut Marko deles, tem tudo pra ser um time vencedor. Dois pilotos que se completam apesar dos estilos totalmente distintos (O Rosberg se tiver pisca no carro até da seta pra esquerda na hora de ultrapassar). Se nao tem muita chance de ter um campeonato de pilotos, o de construtores em 2014 está bem realista.

A RedBull nao deveria pensar muito num segundo piloto e investir no Ricciardo ou Vergne, ambos tem uma boa base e capacidade pra ser, no mínimo, melhor q o Webber nos ultimos dois anos.

Nasr tem que mirar equipes como Sauber, Force India e Lotus. As do fundao (incluindo Williams) nao tem capacidade pra mostrar o real talento da molecada hoje em dia.

Anônimo disse...

É, a grande decepção da temporada parece mesmo ter sido a McLaren. A mesma já demonstrou imensa capacidade de reação a anos atrás, mas e aí?
Não sei, mas a algum tempo atrás também surgiu um boato de um desentendimento entre Mansour Ojjeh e Ron Dennis. Esta informação procede Corradi? Li isso num site de notícias a tempos atrás (começo da temporada), logo foi negado pelo próprio Ron Dennis, mas sabe como é o mundo da F1, né!
Também acho o Ron Dennis um baita de um chefe de equipe.
Também acho que a parceria anunciada McLaren-Honda apenas pra 2015 também foi equivocada. Pode ter certeza que a Mercedes vai mandar só os "refugos" dos motores pra eles. E a McLaren vai ficar de mão atadas, sem poder fazer nada.

Danilo Cintra

Rafael Vieira disse...

Vamos a alguns fatos, Felipe Nasr rejeitou o programa de jovem pilotos da Red Bull no passado, ou seja, muito pouco provável que entre na Toro Rosso, ainda mais com Felix da Costa dando show.

Felipe Massa: após anos e anos abaixo da média, acredito que outras forças ainda o manterá na F1. Seja interesse comercial da Fiat, necessidade de Bernie Ecclestone, ou até mesmo o caso de Cingapura 2008, pois se ele tivesse ido a FIA, certamente o GP seria cancelado e ele declarado campeão de 2008, mas deve ter trocado o silêncio por algumas valiosas temporadas na categoria.

Rubens disse...

Massa vai para a Stock Ca'cár' e Chilton Campeão em 2017.

Vettel se aposenta, e a Sony se retira do mercado da F1, passa a focar-se no desenvolvimento do Playstation 5, ou "Orbi" para formar o projeto "Círculo da Vida" iniciado com o Vitta.

Anônimo disse...

Melhor tecnicamente que Alonso??? Acho que não, Corradi...

Carlos Henrique

Lucas disse...

Rafael, que show é esse que Felix da Costa está dando? No começo do ano era todo favorito ao título da WSbR e agora terá que lutar muito se quiser ser vice. O filho do Magnussen surpreendeu todo mundo e torço pra que leve. E o belga lá parece ser bom também.

Rafael Vieira disse...

Lucas, tenho acompanhado a WSR e o cara tem se mostrado um excelente piloto sim, constante e sem cometer erros primários. Como sabemos, no automobilismo falta de título não é sinal de ser mau piloto. Continuo acreditando que ele vá para STR e Ricciardo para a RBR, até mesmo para manter um Australiano na categoria que é comercialmente importante.