segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Up to Date






















Kimi

A Lotus pegou um limão e busca fazer uma limonada.

Explico.

Os problemas financeiros da equipe podem ter uma solução bem caseira.

A Renault.

As duas partes conversam para que o time negro se torne uma equipe de fábrica da
marca francesa.

Assim estariam resolvendo dois problemas.

A falta de visibilidade da montadora dentro da Fórmula 1.

Afinal, 90% das pessoas acha que o carro de Sebastian Vettel é movido pelo líquido
que vem dentro da latinha da Red Bull.

Já o lado da escuderia...

Traria o abatimento nos custos dos novos motores turbos do ano que vem.

A Lotus os receberia de graça.

Assim.

Com o piloto francês Romain Grosjean confirmadíssimo, claro.

Sobraria dessa forma espaço e dinheiro para os pagamentos de Raikkonen.

E sua renovação.

Alonso

O espanhol pressiona a Ferrari.

Tudo nos bastidores.

Fala-se de um pré-contrato com a Red Bull.

E também de um acordo com o Santander para que o acompanhe se a coisa em
Maranello se tornar insuportável.

Falo do ambiente.

Vai sair?

É bem pouco provável.

O espanhol vem fazendo um excelente trabalho.

Por isso suas reclamações, desde que não sejam públicas, são aceitas.

E daí?

Daí que a corda sempre arrebenta no lado mais fraco.

Montezemolo já virou suas baterias contra Felipe Massa.

Cobra de forma pública (aí pode) o piloto brasileiro.

Como Felipe não é daqueles que enfia a cara no muro de Cingapura, sua
posição dentro da equipe me parece estar muito ameaçada.

Uma injustiça.

Nico

Lembra daquela fonte que ano passado me disse que Vettel seria o campeão.

Naquele cenário o alemão estava uns mil pontos atrás de Alonso e a Red Bull
só quebrava.

OK.

A mesma fonte me fala de Nico Rosberg e a Ferrari conversando.

Na surdina.

Puerto Escondido

México no calendário do ano que vem?

Pneus

Não entendo essa história da Michelin.

A Pirelli já assinou contrato com quase todas as equipes.

Tudo muito estranho.

Turbo

A Sauber fecha com a Ferrari nos próximos dias.

Os russos bancam a festa.

E a dívidas.

Vaga

Webber crava Ricciardo.

A Red Bull nega.

Tetra

Falando em Red Bull, o resto da turma está pensando no ano que vem?

Button

Sobre Jenson Button a McLaren tem até o final deste mês para confirmar sua opção
contratual.

A equipe quer a renovação.

Porém quer tentar uma redução nos valores.

Na foto: sombras.

15 comentários:

Rafael Vieira disse...

Na boa Corradi, não vejo injustiça alguma com o Massa, pois ele não é criança, seu empresário é muito experiente e ele sabia muito bem o que aconteceria quando tivesse o Alonso ao lado dele.

Seu atual companheiro de equipe é um excelente piloto, bi-campeão mundial, no qual mostrou quem era de verdade desde que esteve ao lado de Hamilton na Mclaren. Participou claramente da falcatrua do GP de Cingapura de 2008, chora abertamente preferência na equipe sempre que pode, ou seja, Felipe Massa sabia bem o que encontraria tendo ele como seu companheiro de equipe.

Deveria Massa ter partido quando estava em alta, indo para outra equipe grande, mas e agora? Quem irá querer o pior piloto das equipes grandes? O rapaz é experiente, tem velocidade e capacidade comprovada, mas desde 2010 não é mais o mesmo. Seria culpa da tal mola de Rubinho? Qualidade do equipamento que lhe é dado? Companheiro que não quer ninguém próximo?

Quem sabe um dia ele mesmo nos responda isso.

Marcos Oliveira disse...

Peralá, deixa eu ver se entendi...
A Renault assumiu a Benetton e tinha um time vitorioso com Alonso, até o Cingapuragate. E ainda teve uma sobrevida com Kubica e o belo carro amarelinho.
Aí venderam pra Genii, que brigou com o Tony Fernandes pra poder se chamar Lotus. Aí a própria Lotus se mandou de lá no ano seguinte, mas eles mantiveram o nome e as cores.
E agora querem voltar a ser Renault???
Eita povo complicado esse de Enstone!

Marques disse...

Bem interessante Corradi.
Eu na verdade torço para que tudo isso se confirme.

Anônimo disse...

Olhando para trás, Massa dps daquele GP da alemanha devia ter pegado o chapéu ao fim da temporada e buscar espaço noutra equipe, afinal ainda tinha algum cartaz, boas temporadas em 08/09 e um piloto fiel a equipe.
mesmo em outra equipe media, podia ter encontrando espaço numa Mclaren ou até um retorno a Ferrari com a eminente saida do Alonso.
3 temporadas ao lado do Alonso e sem o apoio da equipe agora deixou ele bem queimado, numa F1 que não contrata mais piloto, mas que vende vaga. Pilotos com as idades e currículos de Webber e Massa não têm mais espaço a não ser que tragam caminhão de dinheiro.

Paulo Alexandre Teixeira disse...

Francamente, vai tudo ficar na mesma: Alonso "engole o sapo" e encara 2014 na Scuderia, com o Massa ou outro "empregado do mês" como companheiro de equipa. Rosberg? Duvido. É melhor sê-lo em Estugarda do que em Maranello, porque ali pode ter uma hipótese, enquanto que em Itália, não.

Há uma hipótese pouco falada, mas que já me passou pela cabeça: um ano sabático em 2014, para depois estar disponível em 2015 na Red Bull ou Renault. É um último recurso, mas existe.

Acho que Massa fica em 2014. É funcionário da companhia, ponto final. E ele têm um bom manager, na figura de Nicolas Todt.

Para mim, a Red Bull é um caso resolvido: vai ser Vettel/Ricciardo. Ali, Helmut Marko têm muito peso. E sempre foi assim com a Red Bull: preferem criar talentos do que comprá-los.

Quando à história da Renault, já sabia disso desde a semana passada, depois de ter lido o Joe Saward. Acho que deve ser essa a solução, agora que as coisas para o lado de Viry-Chatillon estão melhores.

Anônimo disse...

Eu estava pensando o mesmo que o Marcos Oliveira...

Talvez o nome mais apropriado para essa escuderia seja: GENI...


um abraço,
Renato Breder

Ashpool disse...

67 pontos. 11 GPs. Média de 6 pontos/corrida. Ou setimo lugar.
Injustiça?

Rafael Schelb disse...

Esse povo da Renault realmente não sabe o que quer...

Anônimo disse...

Injustiça?

A Ferrari já fritou pilotos muito melhores que o Massa por muito menos.
Massa esta fazendo um trabalho ruim.
É lento e não tira o que o carro pode dar a anos.

Não tem desempenho para estar em uma equipe grande.
Injustiça só se for pelo lado ufanista por ele ser Brasileiro.

Pena? O cara ganha milhões para brincar de correr e NEM TEM QUE GANHAR... Tenho pena de quem acorda 5h da manhã pega 5 ônibus por dia trabalha 12h e ganha menos de um salário mínimo.

walter disse...

Caramba: ninguém fala nada da foto.

Que super foto!

Watkins Glen, 1972.

Não reconheço o primeiro carro, mas atrás vêm Peterson, de March, Cevert, de Tyrrelll, uma Lotus, uma Williams e a Surtees de de Adamich.

Talvez os arquivos infalíveis de Breder possam ajudar.

Anônimo disse...

Walter,

o carro #33 é do estadunidense Skip Barber, uma March 711 com o clássico motor Ford Cosworth DFV, da equipe 'Gene Mason Racing'. Ele participou apenas das provas do Canadá (Mosport Park) e dos EUA (Watkins Glen), na temporada de 1972.

A March de Ronnie Peterson é uma 721G, da equipe oficial, a 'STP March Racing Team', equipada com o mesmo motor.

Peterson se qualificou apenas em 27o - num grid de 32 carros! - e terminou o GP em 4o lugar. Já Barber, se qualificou em 20o (3 filas à frente de Peterson) e terminou o GP em 16o, a duas voltas do vencedor.

Pódio:
1o - Jackie Stewart, Tyrrell-Ford
2o - François Cevert, Tyrrell-Ford
3o - Denny Hulme, McLaren-Ford


um abraço,
Renato Breder

Marco Memoria disse...

Na verdade o Tyrrell que aparece na foto é de Patrick Depailler, atrás a Lotus de Dave Walker e o March preto de Henri Pescarolo .

Marco Memoria disse...


Ops...!! Ia esquecendo, mesmo atrasado parabéns Corradi !!!!!

walter disse...

Valeu, Breder!

E tem razão o Marco Memoria: a Tyrrell é do Depailler e não do Cevert.

Eu chamaria a March de Pescarolo de Williams (mesmo sendo March...), pois eram os carros que o Frank comprava e tocava por conta própria.

Uma coisa interessante é que os March 721 tiveram inúmeras configurações ao longo da temporada e não têm nada a ver uns com os outros.

Obrigado, Corradi!

Tiago Oliveira disse...

Esse povo da Renault é tosco. Ganha campeonatos e resolve estampar a "marca" infinity no carro campeao, com toques de púrpura clovis bornay, e depois reclama que ninguém assimila que aquele carro roxo com um touro vermelho escrito um nome japones é na verdade impulsionado por um motor frances da marca amarela e prata... A Lotus (SIC) é a equipe mais inteligente do grid hoje e está trabalhando claramente pra uma meta definida quando trouxeram Räikkonnen: Ser campea em 2015. Com esses lances inteligentes como "roubar" a Renault da poderosa, alguém duvida?