quinta-feira, 7 de julho de 2016

Clipping
























Monumental.

Enquanto que a atual temporada parece que novamente será decidida entre
Lewis Hamilton e Nico Rosberg, o futuro ainda se mostra obscuro.

As novas regras poderão colocar fim ao domínio absoluto da Mercedes.

Sendo assim, seria a última chance da dupla da flecha de prata obter um
título de forma tão fácil.

Talvez por isso a disputa neste ano esteja tão sangrenta.

O novo regulamento recebeu sugestões diretas da Red Bull.

E a escuderia de Milton Keynes não esconde sua empolgação.

Adrian Newey já se dedica em tempo integral ao bólido de 2017.

Com as unidades de força saindo das restrições de desenvolvimento impostas
pelas leis atuais, a aerodinâmica voltará a ter um papel principal no circo.

E ninguém envelopa melhor um bólido que o projetista da turma dos energéticos.

Adicione aí o desenvolvimento do motor Renault que já conta com investimento
pesado da marca francesa.

Interessante.

Porque Max Verstappen quer ser o novo Vettel.

Só que Daniel Ricciardo não é Mark Webber.

Após a reunião com seus pilotos, Toto Wolff partiu para outra conversa.

Dessa vez com Valtteri Bottas, que possui a carreira ligada a ACES Management.

(empresa que conta com os sócios Toto Wolff- Didier Cotton- Mika Hakkinen)

No paddock dão como certo que mais cedo ou mais tarde o finlandês irá desembarcar
na Mercedes.

O Tordo (que enxerga tudo de perto) diz que seus sorrisos fáceis entregam sua
segurança em relação ao futuro.

"Meu sonho e minha missão é trilhar o meu caminho até a F1 e me tornar campeão
mundial."

As palavras acima estão no site oficial de Petr Ptácek Jr.

O menino (Kart) da República Tcheca estava até bem pouco tempo no programa
de jovens pilotos da Lotus.

Seu pai (rico) está sendo figura habitual circulando no mundo da Fórmula 1.

Pode ser um ensaio para um novo patrocinador de uma equipe na categoria máxima
do automobilismo.

Claro, para dar continuidade aos estudos de seu filho.

A famosa Ray-Ban passou a patrocinar a Ferrari.

Haryanto garantiu sua permanência na Manor até o fim de seu contrato.

Agora os novatos.

Pierre Gasly (Red Bull) e Santino Ferrucci (Haas) estarão nos testes de Silverstone.

Charles Leclerc (Haas) no primeiro treino livre em Silverstone.

Por fim.

Voltando a falar de Renault, a proposta de Nicolas Todt pode não dar em nada.

O empresário de Felipe Massa ofereceu o talento do brasileiro com salário de
iniciante.

Só que a recente mudança no comando do time não foi boa para o negócio.

Frederic Vasseur assumiu o comando em Viry Chatilllon.

O foco do novo comandante está em pilotos mais jovens.

E juventude não é o forte de Massa.

Pra você saber, somente um hecatombe tiraria uma das vagas de Esteban Ocon
no time amarelo em 2017.

Complicado.

Apenas Kimi Raikkonen e Jenson Button são mais velhos que Massa no grid.

Mas diferente de Felipe, ambos são campeões mundiais.

O que pesa muito nesta balança.

A Ferrari está enrolada em arrumar um desculpa válida para dispensar o finlandês.

Enquanto que Button demonstra estar tranquilo em relação ao seu futuro.

A ponto de dizer uma frase reveladora sobre a corrida em Silverstone.

"Acho que este não será meu último GP em casa..."













4 comentários:

Jeferson Araujo Pereira disse...

De tudo que foi escrito, a cereja do bolo é isso aqui:

As novas regras poderão colocar fim ao domínio absoluto da Mercedes.

Eu fico na torcida para que isso seja verdade.Não aguento mais ver a Mercedes ganhar todas as corridas.Já chega.Já deu.O cenário dos últimos anos lembra muito aquela fase que só o Schumacher ganhava tudo na Ferrari.

Xiiii...A Ferrari está "com vergonha" de dizer para o Kimi que ele precisa ir pra casa cuidar da família e ficar bem longe da F1? Que coisa, hein!

Daniel Chagas disse...

Vou repetir o que já comentei em posta anteriores,a Renault precisa de pelo menos um piloto experiente na formação de sua dupla de pilotos. Button está nesse perfil, e sinceramente o que não falta é opção, sendo assim, eu não optaria pelo Ocon. A Renault parece que vai vir com outra dupla mequetrefe para 2017.

Felipe disse...

Massa, Button, Raikkonen, Alonso e até Hulk...Esses já deram tudo oq poderiam dar na F1. O último ainda é novo, mas poderia saltar para o WEC onde provavelmente teria lugar certo na Porsche após vencer em Le Mans com o mesmo time.
Massa se encaixaria bem num F-E, DTM ou Stock Car.
Alonso já paquera o WEC há algum tempo.
Raikkonen gosta de rally.
Button tem cara de WEC.

Com relação às Mercedes, que vença o melhor. Em 2018 não pensaria duas vezes em encaixar Wehrlein no time. Bottas? Não tem empolgado.

David Félix Krapp disse...

Massa não foi campeão por causa do Cingapuragate... na verdade, de 2008, Massa é mais campeão que o Hamilton...