quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Clipping



















































A expectativa pela grande final!

Pronto Falei

Button disse que Rosberg se tornará campeão em Abu Dhabi.

"A não ser que Hamilton pague algum dos pilotos para enfiar o carro no
meio da Mercedes de Nico!

Pois dinheiro não falta para Lewis."

Jenson (futuro aposentado) anda com a língua afiada.

Investidores

Os russos podem ser a salvação de Silverstone.

Comparação

Alguns estão surpresos com a performance de Raikkonen perante Vettel.

Uma das explicações é que as preocupações de Kimi são menores.

Sebastian vem sacrificando toda sua preparação nesta temporada para
ajudar a Scuderia Italiana a desenvolver o bólido de 2017.

O Novo Mexicano

Alfonso Celis Jr. estará encerrando seu programa com a Force India em
Abu Dhabi.

O piloto aparecerá novamente nos primeiros treinos livres.

O grupo Martiga (que coordena a carreira de mexicano) fez realmente um
investimento pesado.

Simpatia

Quem andou interagindo com a gente na internet foram as jovens promessas
Sette Câmara e Lando Norris.

A empáfia passa longe das duas figuras!

Plano

A Sauber quer dinheiro.

O plano é reconstruir a equipe nos próximos três anos.

Com isso em mente, a figura de Rio Haryanto ganha força.

Repito.

Precisa mostrar o dinheiro.

Impressionante.

Ao ouvirmos o paddock fica claro que, apesar de tudo, aquilo que mais vem
prejudicando Nasr nessa briga pelo segundo cockpit no time suíço é a sua
relação com a equipe.

Plano II

A Mercedes não vai paga qualquer coisa para Pascal Wehrlein ficar.

Mais claro?

Ninguém vai rasgar dinheiro.

Foi trágico para o alemão a ida de Esteban Ocon para Force India.

Desafio

O MRF Challenge é um campeonato de fórmula realizado fora da temporada
comum organizado pela Madras Motor Sports Club da Índia.

A coisa funciona desde 2011 e Pietro Fittipaldi foi o campeão do ano passado
depois de 14 rodadas em quatro circuitos diferentes: Dubai, Bahrein, Abu Dahbi
e Chennai.

Nomes conhecidos já competiram desde que a coisa foi elaborada.

Conor Daly (primeiro campeão), Jordan King (reserva Manor),  Carmen Jordá,
Narain Karthikeyan, Nikita Mazepin, Mathias Lauda, Nobuharu Matsushita, Mick
Schumacher, Harrison Newey, Josh Hill (filho de Damon) e Manuel Maldonado
(primo de Pastor).

Interessante notar a presença de brasileiros em todas as temporadas.

Além de Fittipaldi, Pedro Cardoso, Vinicius Papareli, Gustavo Myasava, Renan
Guerra, Henrique Baptista, Enzo Bortoleto, Matheus Leist (lembra dele?), Bruna
Tomaselli e Moraes Cardoso (3° em 2016 - campeão Schumacher).

Como o troço não é muito divulgado por aqui (e conta com brazucas) resolvi fazer
um adendo.

Por Fim

Muitos culpam as falhas no equipamento de Hamilton por sua condição na briga
pelo título.

Atrás de Rosberg, no caso.

Hamilton sofreu cinco problemas mecânicos até aqui em 2016.

Quatro em classificação (China, Rússia, Baku e Cingapura) e apensa um durante
corrida (Malásia).

Avaliando o histórico de perdas da Mercedes de problemas mecânicos no
domingo, ou seja, em corridas (que é quando a coisa realmente interessa)
temos a seguinte tabela.

Lewis HamiltonNico Rosberg
201303
201423
201512
201610
Total48


Quem é o azarado?

A perspectiva das coisas muda, não?

15 comentários:

Julio disse...

Problemas na classificação não interessam? O cara larga em último e isso não faz nenhuma diferença?

Torture os números e ele dirão o que você quiser...

Anônimo disse...

Muito bom o comparativo de problemas mecânicos dos pilotos da Mercedes. Considero o Hamilton um dos melhores pilotos do grid atual (senão o melhor), mas o fato de o Rosberg estar na frente não sugere que o Hamilton tenha sido desfavorecido por questões de "equipamento". Demonstra que o alemão nesta temporada soube se adaptar melhor ao cenário (carro, equipe, adversário), e colhe os resultados do seu amadurecimento.

Anônimo disse...

Concordo em parte com o argumento da tabela, vc teria os dados dos treinos? Porque largar atrás também tem sua dose de prejuízo. Nesse caso, também, tem o erro do Hamilton em Baku. E todos estão sujeitos a falhas, óbvio, nada de conspiração porque como dito acima a Mercedes não rasga dinheiro.

Cristiano Buratto

Fidel Miño disse...

Corradi, usted es diabólico.

Marques disse...

Não muda absolutamente em nada a perspectiva. Números sem contexto não valem nada. 2013 a Mercedes não disputava nada. 2015 o campeonato foi um domínio total até Austin, as quebras não tiveram influência nenhuma. 2014 a última quebra aconteceu quando o campeonato já estava perdido (e teve quebras nas classificações como esse ano tbem). Dizer que o que interessa são as quebras da corrida apenas é quase uma afronta a inteligência dos leitores. Quer dizer que Hamilton largar em penúltimo em Spa devido a problemas nos motores não faz diferença no domingo? Largar em último na China também não? Em décimo na Rússia? Sim, a confiabilidade decidiu o campeonato, o que não faz Rosberg um campeão ruim, mas ainda mais sem graça do que ele habitualmente é.

A entrevista do Button foi num tom de piada, nada de língua afiada, e na verdade ele brincou dizendo Hamilton tem muito dinheiro, então deveria pagar a ele Button para bater no Rosberg, só que isso só podeira acontecer quando ele fosse tomar uma volta.

Ah e claro, Vettel ta andando mal por causa do ano que vem. Só por isso.

Renato Santos disse...

Ah, como é bom um dia com clipping.

Eduardo Sacramento disse...

Hamilton está para perder este campeonato por não treinar largadas. Aquele estouro quando estava para ganhar a corrida também foi fatal.

Não entendo. Wehrlein fez um bom campeonato. Como se tornou praticamente descartável depois da entrada de Ocon?

leof1 disse...

Marques, não adianta, ele não vai te responder, Corradi não tem coragem para tal... Rosberg pode se tornar o mmais mediocre de todos os campeões mundias, na frente de Villeneuve, Hunt, Hill filho e Hawthorn. Espero que os deuses doa automobilismo não permitam que isso aconteça, para o bem da própria F1! Sobre Vettel, a explicação para o péssimo desempenho do alemão é ridícula, até as fãs do tedesco são mais lúcidas, chega a constranger...

André Freitas disse...

Corradi chega a ser hilário as suas desculpas com relação ao Vettel. O cara só aparece quando tem carro bom. Em 2014 e 2016 com carros medianos passou sufoco com os companheiros.

Anônimo disse...

Denaro jovem aprendiz $

Gabriel Pereira disse...

Sem a quebra da malásia o campeonato chegaria até Abu Dhabi com lewis 1 ponto a frente do rosberg.
Já pensou que emoção?

Jeferson Araujo Pereira disse...

Carmen Jordá pilotando no MRF Challenge: notícia rara! Geralmente, o que lemos, ou melhor, vemos, é ela posando para fotos e/ou fazendo selfie em algumas corridas.

Jefferson disse...

Corradi, coloca o outro la da tabela faz favor. O de 'Mico'. Valeu!

Pedro Teixeira disse...

Medíocre? Surrou Schumacher e andou pau a pau com Hamilton três anos. Muito facil ficar denegrindo o trabalho e esforço alheio.

Marcos José disse...

A conversa "as claras" (e na frente de todo mundo, como podemos dizer também...) entre Monisha e Gutierrez vista no paddock do GP do Brasil, só reforça uma coisa : de que a equipe suíça não deseja mais os serviços de Felipe Nasr pra 2017!! Felipe Nasr se quiser permanecer na F1; terá que se "virar" pra achar um novo "patrocinador" (já que o BB "abaixou" a sua grande e "polpuda renda financeira", que o banco destinava nestes últimos anos ao piloto brasileiro) até ao final deste ano para conseguir (talvez) a única vaga disponível na categoria para o ano que vem: na Manor (a outra vaga provavelmente será de Wehrlein, mesmo a Mercedes dizendo que neste momento não "garante" a vaga na equipe inglesa destinada ao piloto alemão)!! Nico Rosberg se quiser "calar" a boca de seus críticos (e confirmar o seu tão sonhado título mundial) só terá um caminho : vencer o GP em Abu Dhabi...mas...a F1 já reservou algumas "surpresas e milagres" quando a conquista do "título" já estava no bolso do suposto campeão (lembram de 1986, 2007 e de 2010??), que só precisava fazer a sua parte para confirmar o seu título. E pra terminar...Fernando Alonso já disse que se até a metade do ano de 2017, a McLaren não tiver um carro a "altura" dos tedescos, ele vai "embora" para o WEC...então veremos em 2017, Jenson Button de "sobreaviso" na equipe inglesa; no caso do piloto espanhol vier (mesmo) cumprir a sua promessa e resolver "abandonar" o barco inglês no meio do caminho...