quarta-feira, 21 de junho de 2017

Clipping


























Olhando para frente.

Casa

De boa fonte, Sebastian Vettel estará na Ferrari em 2018.

De outra, que não conheço, vem a informação que Raikkonen continuaria
também.

Nova Escuderia

No último Clipping eu disse ao falar sobre a nova equipe na Fórmula 1 que
o motor Ferrari seria o escolhido.

Engano.

A conversa aqui caminha para Renault (forte) ou Mercedes.

Estranho.

Pois fui levado ao erro por conta de que é um ex-membro da Scuderia
Italiana um dos principais envolvidos na empreitada.

Lenha?

Jean Todt confirmou que a FIA recebeu uma sondagem recente sobre
um novo time.

Pink

O austríaco Lucas Auer está sendo cotado para o testes de jovens pilotos
da F1 em Hungaroring.

O sobrinho de Gerard Berger conduziria a Force India.

A adaptação deverá ser rápida.

Auer também pilota um carro rosa na DTM sob o mesmo patrocínio da
BWT que hoje também envelopa o time de Vijay Mallya.

Mais Force India

Por trás da conversa sobre a alteração do nome da equipe está um patrocinador.

Algo em torno de 30 milhões de euros anuais.

Calendário

Ímola?

Não há dinheiro.

Esqueça.

Quanto?

Equipe de fábrica.

Grande e tal.

Mas Toto Wolff esclareceu que a opção por Valtteri Bottas para o lugar
de Nico Rosberg foi facilitada porque o ex-piloto da Williams chegou com
seu patrocinador.

"O objetivo da equipe é gerar renda.

Um piloto com apoio sempre terá vantagem."

A fala de Wolff mostra um pouquinho da realidade.

Se na Mercedes é assim, imagine o resto.

Unidades de Força

O debate sobre como serão os motores da categoria máxima do automobilismo
após 2020 continuam.

A Renault acredita ter encontrado o caminho para diminuir a distância entre ela
e a dupla Ferrari / Mercedes.

E por isso os franceses clamam pela continuidade e estabilidade.

Ou seja, nada de mudanças bruscas.

A Porsche acompanha todas as discussões.

A presença dos alemães no WEC (LMP1) está garantida em 2018.

Para além, não.

Em Le Mans, Chase Carey conversou com a marca da Volkswagen.

Houve tratativas com a Toyota também.

A Liberty está tentando trazer outras opções para a Fórmula 1.

E iniciar uma nova era ao final do atual Acordo de Concorde.

Tem Contrato

A Renault deverá manter Jolyon Palmer até o final da atual temporada.

Em 2018 veremos um novo nome ao lado de Nico Hulkenberg.

Fritando

Na briga por um lugar na Toro Rosso, Daniil Kvyat e Carlos Sainz Jr.
estão com a vantagem.

As performances de Pierre Gasly na Super Fórmula decepcionam.

Gasly precisa logo mudar esse quadro.

Por fim

Baku.

Maranello não parece otimista.

Deve ser apertado?

Sim.










14 comentários:

Unknown disse...

Corradi, está sabendo alguma coisa sobre a Williams se tornar a equipe de fábrica da Honda?

Humberto Corradi disse...

Unknown (?)

Boato já desmentido.

Anonimo disse...

Tenho a sensação que o inglês voador vai levar 4 vitórias seguidas, ou seja , até Silverstone só da ele. Vamos aguardar ...

Jacinto disse...

Se a intenção é atrair mais montadoras para a F1 não há opção senão a de reduzir a complexidade (e o custo) dos motores. A situação da Honda, sob o ponto de vista das montadoras, é aterrorizante: gastar bilhões de dólares e obter publicidade negativa.

Acho que o caminho é padronizar alguns componente, como o que já ocorre com o ECU (electronic control unit) que é fornecida pela Mclaren, mas com arquitetura aberta para que as equipes possam fazer suas modificações.

Renato Santos disse...

Grato pelos clippings, Humbertão!

Felipe Corrêa disse...

Corradi meu querido amigo, tens alguma noticia sobre a situação do Felipe Nasr? Retorna ano que vem ou busca lugar em outra categoria? Um forte abraço

James Morais disse...

Vettel faz lobby agressivo nos bastidores de Maranello pela permanência de Raikkonen, até mesmo para além de 2018. O Ice Man é grande parceiro de Vettel e não faz qualquer ameaça contra a conquista do hepta que o alemão tanto deseja alcançar. Vettel está com o leme da Scuderia nas mãos atualmente. Sua palavra é ouvida com muita atenção em Maranello.

Gabriel Pereira disse...

Tenho a mesma sensação de que a Ferrari leva chumbo até chegar na Hungria..
E vai ter gente se coçando por aqui..

Danilo Silva disse...

Se Maranello não está otimista e Hamilton tem sofrido nas pistas de rua, 2ª vitória de Bottas à vista! :D

Leonardo Beretta Alvetti disse...

Esclarece isso para a gente, Corradi.
Pq Maranello não está otimista?

Grato!

Daniel Chagas disse...

Vejo três opções para a Renault: Alonso e Ricciardo caso já queiram ter uma dupla forte ou Massa para ser um piloto "de transição" e esquentar o banco para o momento em que a equipe estiver realmente forte e aí sim contratar um piloto top.

Humberto Corradi disse...

Felipe Corrêa

A concorrência anda difícil para o brasileiro.

Mais fácil o Massa continuar.

Agora, o Nasr poderia buscar o lugar de terceiro piloto ao menos e ainda se mostrar em outra categoria.

Ser um ex-F1 ainda abre portas.

Humberto Corradi disse...

Leonardo Beretta Alvetti

Pista difícil.

Mas em Maranello ninguém se empolga com nada.

Só vale depois que conseguir os títulos. Seriedade total.

Valeu

Eduardo Casola Filho disse...

Na briga das vagas na Toro Rosso, ninguém quer ficar com eles, pois todos os postulantes andam com problemas