terça-feira, 27 de junho de 2017

Clipping













































Restaurante.

Com amigos.

Mercado

Christian Horner insistiu mais uma vez que Max Verstappen e Daniel Ricciardo
estarão defendendo a Red Bull  na próxima temporada.

E deixou claro que não existe qualquer brecha no contrato de seus pilotos que
permitiria uma saída.

O time aprendeu a lição após a perda de Sebastian Vettel para a Ferrari.

(lembra do improviso de Kvyat?)

Horner explica que, depois do segundo título, Vettel colocou no seu acordo
uma cláusula de performance.

O que lhe concedeu liberdade depois da temporada de 2014 ao lado de Ricciardo.

Assim, quando a Scuderia Italiana se livrou de Fernando Alonso, Seb foi viver
seu sonho.

Portanto a Red Bull está fechada.

O acordo de renovação entre Vettel e a Ferrari parece próximo de ser anunciado.

Kimi Raikkonen caminha no mesmo sentido.

Entretanto, no caso do finlandês, há opções.

Raikkonen é uma das alternativas da McLaren no caso de uma partida de
Fernando Alonso.

Steve Robertson, que cuida dos negócios de Kimi, fez a ponte.

Outra?

O eterno (e chato) Jenson Button

(não gosto dele. Sim, é uma agressão gratuita minha!)

Zak Brown (McLaren)  ainda trabalha com Flavio Briatore para conseguir
a unidadede força da Mercedes (condições) e que Ferdi permaneça em
Woking.

Um contrato de renovação de três anos está sobre a mesa.

Sobre as condições, da unidade de força, falo pensando no tratamento.

Ser mais uma (ao lado de Williams e Force India) esperando atualizações
já experimentadas no time de fábrica é dose.

Briatore estava em Baku.

(ele é o articulador do GP e ganha comissão com isso)

O consigliere de Alonso abriu tratativas sobre a possibilidade de encaixar
seu pupilo ao lado de Lewis Hamilton em 2018.

Sobre o passado, Briatore tenta vender a imagem que Alonso não tem
problemas com seus companheiros.

Toto Wolff demonstra receio com a aventura.

Pesa o fato que Valtteri Bottas vem superando expectativas.

Ao mesmo tempo, Luis Garcia Abad prospectava em outra frente.

O empresário de Ferdi esteve reunido com o comando da Renault.

Uma dupla Hulkenberg e Alonso é bem interessante no papel.

O salário seria algo em torno de 20 a 25 milhões de euros.

Mas difícil saber a duração do acordo.

Nada foi assinado na reunião entre Abad, Alain Prost e Cyril Abiteboul.

Outra opção é que Alonso possa estar em outro time mesmo sob contrato
da McLaren.

Até que a unidade de força da Honda se torne competitiva.

Vale notar que o asturiano estava bem feliz ao final do domingo no Azerbaijão.

Alguns chegaram a usar uma expressão curiosa.

Radiante.

Vettel x Hamilton

O mundo da Fórmula 1 não ficou calado sobre os acontecimentos de domingo.

Ainda mais que envolve os líderes do campeonato.

"Quem bate atrás é culpado. Erro de Vettel."

Niki Lauda (Mercedes)

"Hamilton fez um brake test. Ambos deveriam ser punidos. A justiça não tardou,
e o problema no encosto de cabeça da Mercedes completou o juízo."

Helmut Marko (Red Bull)

"Eu acho que Hamilton estava tentando colocar Vettel em dificuldade.

A reação de Vettel foi normal.

Mais para que Hamilton soubesse que ele estava ciente sobre o que o inglês
estava fazendo."

Bernie Ecclestone

"Parecia que Sebastian, obviamente, sentiu que Lewis o estava testando."

Christian Horner (Red Bull)

"Lewis o testou com freio. Eu sou um piloto e já estive lá.

Se um piloto fizesse isso comigo eu faria o mesmo que Sebastian.

(sobre o segundo contato)

"Ninguém bate com suas rodas viradas assim, você quebraria o seu próprio
carro, para bater em alguém você tem que estar com as duas mãos no volante!"

Jacques Villeneuve (Campeão de 1997)

"Seria muito simples colocar a culpa completa em um homem, mas o que iniciou
o mau comportamento foi o que aconteceu antes."

Jackie Stewart (Tricampeão Mundial)

"F1.

Impressionante!"

Nico Rosberg (Atual Campeão Mundial)

"Minha recomendação seria tirar Vettel da corrida e levar a questão para
o Conselho Mundial"

Max Mosley

A abordagem de Vettel me lembra um pouco Schumacher.

O trabalho profissional, a capacidade de construir uma equipe.

Michael não gostava de perder.

O que também pode ser dito de Vettel."

Jean Todt (Presidente da FIA)

"Nós não queremos reclamar, porque não é nosso estilo, mas analisando a corrida
e vendo o que aconteceu entre Bottas e Raikkonen e ainda o episódio de Vettel,
pergunto se a Fórmula 1 está no Coliseu?

Se estamos no Coliseu, basta fazer uma normativa técnica e todos nós vamos nos
adequar.

Na Áustria, nós vamos voltar mais determinados do que antes, pois falamos pouco,
mas trabalhamos muito."

Maurizio Arrivabene (Ferrari)

"Eu não estou tentando proteger Sebastian, mas acho que ele pensou que Lewis
estava fazendo testes de freio.

Todo mundo tem sua própria maneira de olhar para estas coisas. Eu só posso
imaginar que Sebastian agiu devido à falsa suposição de que Lewis queria
atrapalhar a ele de propósito.

Eu também não posso imaginar que ele fez isso de propósito.

Sebastian apenas não queria perder tempo na relargada e Lewis não fez nada
de errado.

Ele teve sua sentença e, portanto, está tudo bem.

Minha cabeça já está na Áustria.

A Fórmula 1 nos une.

Em cada GP, normalmente, eu sempre tomo café da manhã com a Ferrari nas
manhãs de domingo."

Toto Wolff (Mercedes)

Evidente que o comandante das Flechas de Prata não tem interesse algum em
alimentar o ocorrido.

Nem Maurizio Arrivabene (Ferrari).

É uma história que quanto mais se cava pior fica.

Não Acaba

A Pirelli estuda um novo composto mais macio.

Depois do Ultra Soft viria o Mega Soft.

Dessa maneira o pneu médio passaria a ser o mais duro de todos.

Air

A Force India vai apresentar para a FIA a sugestão para seu novo nome.

Force 1 foi escolhido.

Segundo Otmar Szafnauer, a palavra Força permanece para lembrar as
origens.

Dignidade

Ainda bem que a Mercedes não atendeu os pedidos de Hamilton para que
Bottas bloqueasse Vettel ao final da corrida em Baku.

Caos

Desde 2013 não tínhamos mais de duas escuderias diferentes vencendo.

E nove equipes diferentes pontuando?

Novos

Jean Todt trabalha para atrair mais uma montadora para a Fórmula 1.

Quanto aos empreendedores independentes, Todt parece levantar barreiras.

Não é todo mundo que dispõe de quase 20 milhões de euros apenas para
uma inscrição.

Ou só para dizer que pretende entrar antes de desembolsar mais 300 milhões
de euros para iniciar uma nova escuderia.

Limite

Acho que em breve a FIA vai falar sobre a regulamentação.

O assunto?

Limitar o que foi feito por Hamilton (não só ele, outros pilotos também fazem)
enquanto o safety car estiver na pista.

E se isso acontecer, será esclarecedor.

Reciclados

Paul Ricard vai alugar as arquibancadas de Mônaco para serem reutilizadas
no GP da França em 2018.

Treta

A confusão colocou fogo no campeonato.

Guerra entre os pilotos.

Não espere tréguas.

Não Pode

A coisa do óleo na gasolina pode ter pocado no colo da Ferrari.

Boa

Gina estava toda remendada (menos 3 décimos) e mesmo assim foi bem
num circuito de baixa carga aerodinâmica que é Baku (mais motor).

Lembrando que, após Baku, Vettel completou impressionantes 4.822 km
somente com seu primeiro motor!

O carro foi muito bem construído.

Pra quem achava (tipo eu antes dos testes) que 2017 seria um passeio
da Mercedes...

Por fim

Fim mesmo.

A caçada de Bottas!



27 comentários:

Pedro Teixeira disse...

Jason bateu o pé que não volta( após o fiasco de Mônaco) Kimi na McLaren seria um terror...ele não tem o menor saco para o que vai encontrar lá. Por mim, aposenta.

Gabriel Pereira disse...

Fico satisfeito com o Bottas pois imaginava que com esse foguete da Mercedes ele não faria feio.
Não acho que ele esteja superando expectativas.Muito pelo contrário.
Está fazendo exatamente o que eu esperava.E creio que ele ainda não chegou no auge.
Ele e Ricciardo se seguirem os caminhos certos na carreira podem sim ser campeões mundiais no futuro.
Vencer corrida em seu 1° ano de equipe grande não é pra qualquer um.

Fidel Miño disse...

"Dignidade"
Corradi, usted es diabólico.

Anônimo disse...

Sou fã do Vettel e acho que ele deveria ser desclassificado da corrida por atitude anti desportiva

Anônimo disse...

Minha opinião:
1- Hamilton fez o break test
2- Vettel não bateu rodas de propósito. O piloto forçando virar o corpo, sem espaço e preso pelo cinto, gesticulando com uma mão e segurando o volante com a outra (justamente a mão do lado que virou o carro), estando muito próximo, deu-se o contato. Concordo com J. Villeneuve, se fosse de propósito estaria com as duas mãos ao volante. E nem olharia para o outro, kkk
Dignidade e Air Force 1, está o fino mesmo, um abraço

Jefferson disse...

Blá, blá, blá, vou continuar defendendo o 'schumachinho' (ou qualquer alemão) até o fim dos meus dias, não aceito a verdade...
E as demais informações que não se referem ao caso continuam muito boas.

Anônimo disse...

...“Ele perdeu a linha e deu o troco, o que obviamente ia causar uma punição.
Christian Horner (Red Bull)

"Provavelmente, Seb não pensa muito antes de agir. É claro que isso acontece, muitas vezes, por conta de sua paixão e vontade de vezes. Ele fica um pouco cego nessas situações"
"Se Lewis desacelerou ou não, ele tem todo o direito de ditar o ritmo. Ele é o líder e era cedo demais para ele acelerar. Você não vai relargar na saída da curva 15. Seb provavelmente estava muito ansioso"
Daniel Ricciardo (Red Bull)

"Hamilton apenas deixa de acelerar na saída da curva, algo que tem direito a fazer, e havia se comportado exatamente da mesma forma na relargada anterior."
FIA

Marcelo Harmonia disse...

Force 1ndia ou Force Onedia?
Que venham logo novas equipes competitivas pra animar mais a festa é dobrar o grid!
O circo tem mais é que pegar fogo mesmo, aliás, não é esta a finalidade do circo?

zamborlini disse...

muito bom, corradi!!!!!!

Jacinto disse...

Corradi,

Perdoe-me eu não entendi o "pocado no colo da Ferrari." Você poderia, por gentileza, explicar o que significa "pocado"?

Abraços

Eduardo Casola Filho disse...

Resumindo as discussões: Hamiltonzetes e Vettelzetes são como os coxinhas e os mortadelas discutindo política. Não conseguem enxergar que o seu piloto favorito errou e fica de picuinha com o outro.

Enquanto isso, pego outra gelada, enquanto vejo o nível dos escribas cair...

Jefferson disse...

Então faça outra coisa amigo.
Caso não tenha opinião sobre o assunto em questão volte à novela.
Valeu.

D.Zanette disse...

Não entendo a Pirelli, ou seja lá quem deu a ideia, de criar nomenclaturas para "mais macio". Era mais simples manter a escala padrão de Super Soft ao Super Hard, daqui a pouco o Soft será o pneu mais duro da escala.

Paulo Alexandre Teixeira disse...

O mais interessante no meio disto tudo - sou vettelista e sei que tudo aquilo não passou de um equivoco - é que pouca gente falou do regulamento relativo ao piloto em situação de saída do Safety Car. E quando lês, descobres que, tendo ele o ritmo, pode fazer o que quiser. Até um "brake test"!

E já aconteceu no passado: a famosa manobra do Schumacher com o Montoya no túnel do Mónaco, em 2004, foi na saída do Safety Car, quando o alemão quis testar os reflexos do colombiano da Williams. E claro, conhecemos as consequências: nenhum deles ficou a rir.

Ou seja, se alguém no futuro quiser testar o reflexo e a paciência dos seus adversários, pode fazer o jogo que lhe interessar antes da linha de meta. E acho que a FIA deveria mexer no artigo para evitar os abusos.

José Wilson Carvalho de Mesquita disse...

Hahahahahaha

José Wilson Carvalho de Mesquita disse...

E sobre o "roda com roda"? Stop and Go ou Black Flag?

Gabriel disse...

Verdade, o que quer dizer? E a Ferrari está usando mesmo?

Humberto Corradi disse...

Gabriel e Jacinto

Pocar pode ser estourar, explodir...

A desconfiança é que a Ferrari estava usando óleo em sua mistura de combustível.

Valeu

Tiago disse...

Do alto da minha ignorancia, mas qualquer um que jogue seu carro claramente de propósito sobre outro, em qualquer categoria de kart ou automobilismo, deveria receber uma bandeira preta. Passou do "fair drive" e perdeu todas as razoes possiveis para faze-lo. Estava torcendo pro Vettel até a última corrida. Agora é Hamilton, e quem sabe, Ricciardo.

Force One nao é parecido demais com F1 para virar nome de equipe? A sigla vai ser F-1? FON? FNE? FO1?

Raikonnen nao tem feito valer estar entre os carros que podem disputar um campeonato, ainda mais com um campo tao rico entre os pilotos do meio do pelotao.

Társio disse...

Um nome legal para a Mclaren (a de verdade, nao essa Draga) seria o Sainz Jr.

Abc
Tarsio

Silvestre Zanon disse...

Não sei se repararam...mas na primeira relargada Vettel "deu mole" e Hamilton se afastou demais. Já era. Na segunda o alemão não permitiu que isso acontecesse. E lógico que Hamilton não é bobo e percebeu isso. Não torço pra nenhum dos dois...minha opinião não se baseia nisso. Mas certeza que alguma coisa diferente, e de certa forma com razão, Hamilton fez pra intimidar o Vettel

André Gustavo disse...

E Alonso na "Force One", hein ?

Alguma possibilidade ?

Abraços

Jacinto disse...

Corradi,

Muito obrigado pela atenção em me responder.

O que eu achei estranho é que eu estava com a impressão de que era a Mercedes quem estava misturando óleo com combustível. Você, como sempre, nos dá informações novas (pelo menos para mim).

No mais, como sempre, excelente blog. Eu também acho que o Hamilton fez o brake test.

"Brake test" é uma expressão muito ruim, porque dá a entender que é o da frente que breca (brake) para prejudicar quem vem trás. Na verdade, "brake test" é uma expressão que descreve a reação de quem vem atrás, que é obrigado a brecar para evitar a colisão. Em um carro de F1, com alto downforce e arrasto, apenas tirar o pé do acelerador já corresponde a uma forma de frenagem porque a diminuição na velocidade é rápida.

E o Hamilton sempre faz isso. Ele tem a técnica de fazer um pequeno brake test antes da saída do safety car. Assim, ele força quem vem atrás a frear ao mesmo tempo em que ele já está acelerando, criando espaço necessário para não ser ameaçado na relargada. É o que ele fez no GP do Japão em 2007...


Humberto Corradi disse...

André Gustavo

As conversas da trupe de Alonso foram com Renault, Mercedes e...

Ferrari!

Valeu

Rodrigo disse...

Eu achava que esse bandido desse Briatore estava proibido de se envolver em qualquer assunto relacionado à F-1.

Eduardo Casola Filho disse...

Esse Jefferson se acha o sabichão. A minha opinião eu guardo para mim e não fico passando vergonha na internet.

Só não vá se afogar quando o Hamilton mergulhar até a cintura. Abraço!

Jefferson disse...

Não me acho sabichão não Eduardo.
Mas pelo que entendo, esse espaço seria justamente para opinarmos sobre o assunto do qual tanto gostamos.
E como sempre comento, todos torcemos pra um ou outro piloto ou equipe, mas medo de afogamento mesmo outros por ai é que devem ter.
Abraço!