segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Rascunho Tenso!








































Uns anos atrás.

Johnny Cecotto Jr. se preparando para testar pela Force India.

Falando em teste, as equipes já estão chegando no Bahrein.

A Fórmula 1 se aproxima e crescem os ânimos para protestos locais.

De tempos em tempos alguém levanta a história de Robert Kubica querer voltar
para a categoria máxima do automobilismo.

Deve ser falta de notícia.

Nos testes de sexta-feira, os jovens pilotos que não tiverem a superlicença usarão
uma luz verde na traseira dos carros para facilitar a identificação.

Tipo assim: vermelho é Jedi, verde é Padawan.

Sebastian Vettel vai pilotar primeiro.

Nos dois primeiros dias de testes o campeão assume o volante da Red Bull.

A Caterham começa com Frijns, depois Kobayashi assume nos dois dias seguintes
e, por fim, Marcus Ercsson, que colocou 13 milhões de Euros na equipe, fecha o
último dia.

McLaren começa com Magnussen e termina com Button.

Uma notinha.

A Red Bull assinou com Jann Mardenborough.
























O rapaz ficou muito conhecido ao ganhar uma chance da Nissan após faturar um
campeonato de playstation (Sony).

No carro de verdade ele não fez feio e faturou o terceiro lugar nas 24 horas de
Dubai de 2011.

No ano passado obteve a mesma posição (LMP2) nas 24 horas de Le Mans.

Nesta temporada, agora dentro do programa da Red Bull.o piloto de 22 anos
estreará na GP3.

Vale ficar de olho.

Aproveitando o assunto Red Bull.

O motor Cosworth, que fez sua despedida da Fórmula 1 no ano passado, chegou
a desenvolver uma unidade V6 nas regras atuais.

Interessante que o apoio para esse projeto até certo ponto foi dado pela Volkswagen.

Surgiu um boato que o time do energético poderia continuar a dar asas ao sonho da
Cosworth.

Um boato, OK?

Finalmente o incômodo.

Minha implicância com Kimi Raikkonen é aberta.

Menor que a que eu tenho com Jenson Button, claro.

Ambos talentosos, etc e tal.

Mas parece (vejam só!) que o Kimi resolveu tomar jeito.

Anda bem dedicado.

E figura frequente em Maranello.

Outro dia foi refazer seu banco.

Anda milimetricamente detalhista.

Dizem.

Passando inclusive finais de semana no simulador da Scuderia Italiana.

Os italianos adoram essa dedicação.

Enquanto que Fernando Alonso se esconde silenciosamente em Oviedo.

Estou estarrecido com tais notícias.

Depois de tantas análises este bom Blogueiro estará em maus lençóis se o finlandês
esmagar o asturiano.

Minha esperança é que das terras nevadas surgem notícias que o piloto de gelo
deverá ser papai em breve.

Aí sim.

Recordo as palavras de Enzo Ferrari.

"Depois dos filhos? Eles ficam meio segundo mais lentos..."

Grande Commendatore!

12 comentários:

Anônimo disse...

Depois dos filhos ficam meio segundo mais lentos? Até o Schumacher, Corradi?

Quanto ao Kimi, o fato de estar melhor deve ser porque vinho faz menos efeito que vodca...

Abraço,
Diogo.

Paulo Heidenreich Jr disse...

Adoro tecnologia e adoro jogos de corrida. Mas na minha humilde opinião, o que estraga os pilotos nos dias de hoje é justamente depender demais da simulação. O Nelson Piquet costuma contar histórias muito boas de quando se montava e desmontava um carro para correr num fim de semana. É desse contato maior do piloto com a máquina que precisa o automobilismo. Como algumas pessoas gostam de dizer, será cada vez mais comuns os pilotos de playstation..

Társio disse...

hahahahaha. Ri muito com a parte do Kimi, Corradi. Muito bom rsrsrsrs!

Blog do Júlio disse...

Essa história do meio segundo mais lento... hum, sei não.

Acho que esqueceram de avisar pro Schumacher.

Renato Santos disse...

Que bellezza esse "rascugno"! Grazie, Corradi!

RenatoS. disse...

Já havia lido sobre o Jann em algum blog.

Acho que vale muito a pena ficarmos de olho nele.

Tratasse de um piloto que nunca sentou em um kart, contra todos os outros oriundos dessa categoria.

Piloto formado exclusivamente num simulador.

Ele poderá ser a porta de entrada, ou não, para muitos talentos vindos da simulação.


Anônimo disse...

Nenhuma equipe torraria uma grana gigante pra fazer um mero segundo piloto.
Se fosse para trazer um segundo piloto mais talentoso bastaria trazer o Hulkenberg (acho que o Hulk pode ser mais do que um segundo piloto, mas devido as circunstâncias a curto prazo...), que toparia correr pela Ferrari em troca apenas de macarronada, pizza e vale transporte.

Kimi veio para brigar, e a Ferrari conta com isso. Apesar do Alonso estar em melhor situação na equipe, a diferença pode ser menor do que se imagina.

Outra coisa, devido às desavenças do ano passado, a batata do alonso pode estar mais assada do que poderia se presumir, logo o ambiente interno não pode ser tão favorável como antes, e o finlandês pode ter percebido isso e tentar se aproveitar disso para vir com tudo.

Também é importante considerar que o carro deve ser bastante competitivo e o Kimi deve ter criado mais estimulo pra ganhar.

Não duvido que ele queira fazer um começo na Ferrari avassalador, ser o pupilo do Montezemolo, ganhar mais um título, ampliar o contrato e no final fazer um campeonato triste como em 2009, e ser chutado com chocolate, sorvete, vodca e muito dinheiro no bolso. hehe

Felipe Meneses

Al Unser Jr. disse...

Boa essa do Kimi... e pelo visto então o bom Blogueiro esta com a pulga detras de la oreja, como o "bom Asturiano" kkk.

Cláudio Cardoso disse...

Essa vai ser boa de assistir, chorão de las astúrias comendo poeira, ou "neve", do finlândes. A briga na Ferrari será um torneio a parte.

RenatoS. disse...

Tirei 0 em português. Perdoem-me o "tratasse"...hehe

A culpa é do teclado...kkk

Anônimo disse...

Como se fosse fácil ganhar um campeonato de playstation...grande engano!

O que vai acontecer na Ferrari é que Alonso vai trabalhar somente pra ele(Raikkonen que se vire pra acertar o carro). Só que tem um detalhe, acabou a molezinha de pegar pontos do companheiro de equipe muito antes da temporada terminar. Kimi não vai se intimidar com Alonso por um único motivo! Quando a Ferrari lhe deu um carro de ponta, o finlandês bateu junto Alonso e Hamilton, e a Mclaren tinha um baita carro em 2007. É fato, Raikkonen quer fazer história na Ferrari, ele sabe que o espanhol por muito pouco não foi despedido ao se oferecer a RBR. Isso na Ferrari tem nome, traição! Alonso com toda sua arrogância disparou pra todos os lados, e ainda pediu em público uma RBR de presente de aniversário, Montezemollo lhe enviou Raikkonen dentro do bolo. O espanhol esta proibido de meter o pau na equipe em 2014, se o fizer é olho da rua. O espanhol é fera, mas Felipe ajudava muito dentro e fora da pista sem receber nada. Falo do trabalho em conjunto para desenvolver o carro, sempre em favor do espanhol. Dentro da pista, o brasileiro colaborou em momentos decisivos como a vitória na Alemanha...pódios, posições intermediárias e pontos desde 2010.

Muito diferente dos tempos de Rubinho, se for observar, Schumacher nunca dependeu de um único ponto de Barrichello pra ser campeão, já Alonso sempre dependeu dos pontos de Massa pra entrar na briga em 2010/12. Ferrari e Kimi sabem que Alonso vai esconder informações ao máximo, Raikkonen esta se lixando porque ele sabe desenvolver equipamento com os engenheiros, provou isso na Mclaren, Ferrari e Lotus. A questão é saber, o carro Ferrari vai "casar" melhor com estilo de qual piloto? Lembre-se que em 2008 Kimi era primeiro piloto, mas o carro se adaptou melhor ao estilo de Massa. A aposta da Ferrari é Alonso, mas vai que o estilo de Kimi cai como uma luva no carro?

Quanto a RBR e Vettel, eles podem ficar uns dois anos sem títulos(até lá, o alemão pode estar em outra equipe. Pode ser Mercedes, Mclaren ou até Ferrari). Kimi não se abate, se ficar sem título sai com os bolsos cheios feliz da vida. Fica a questão, quem vai suportar mais um ano sem título, Hamilton ou Alonso? A pressão é total em cima do inglês e do espanhol. Podem até tirar sarro de Vettel por não ter carro bom esse ano, mas entre Alonso e Hamilton o título é crucial, um deles vai ficar mais um ano na fila...

Campeonato vai pegar fogo, e não vou ficar surpreso se a Mercedes puxar a "sardinha" para o lado de Rosberg(Bernie publicamente disse que aposta em Nico). Lewis também pode "explodir" na Mercedes, não tem mais o inglês Ross Brawn para lhe favorecer no time. Acredito que a RBR vai se recuperar no meio da temporada e Vettel vai entrar aos poucos na briga. O alemão tem uma boa vantagem, o time vai apostar tudo nele, não precisa dividir a equipe. Ferrari e Mercedes tem pilotos que se equivalem(não subestimem Rosberg, ele evoluiu muito, é veloz e raramente erra). Mclaren pode até acertar na mão do carro, mas Button vai sofrer com as atualizações negada pela Mercedes, vai sobrar até para a Williams. O motor fornecido pode ser até o mesmo, mas as atualizações de dados não. Motor Mercedes sai na frente na briga, fica a dúvida se a Ferrari vai estar no mesmo nível. Quanto mais acirrada tiver a disputa, melhor pra quem precisa se recuperar no campeonato, caso de RBR e Vettel. Aqueles pontos dobrados no final podem ajudar justamente Vettel...

Esta parecendo ser o ano da equipe Mercedes, mas a Ferrari vem muito bem preparada, e RBR nunca pode ser descartada. As outras equipes? A briga é para subir ao pódio e pontuar regularmente, vitória somente se algo fora do normal acontecer...

Marcelo

Anselmo Coyote disse...

Palavras de carcamano comedor de macarrão não grudam em finlandês bebedor de vodca. Vade retro.
Go Kimi.
Abs.