quinta-feira, 10 de março de 2016

Rascunho de Ponto Cego



















A máquina que Juan Pablo Montoya irá utilizar nesta temporada da Indy.

Bonita, não?

Falando nisso, Alexander Rossi, que será Rookie neste ano na categoria
americana, fechou com a Manor para assumir o posto de piloto reserva.

Trabalho dobrado.

Susie Wolff já havia ido embora.

Agora Toto Wolff vendeu as últimas ações que ele detinha da Williams.

Note como a ligação entre o poderoso chefe da Mercedes AMG F1 e a
escuderia de Grove foi extinta.

Sem o guarda-chuva do time alemão, e a preferência recaindo sobre a
Manor, a Williams precisa mais do que nunca definir seu futuro.

A Toro Rosso fez bonito nos testes.

Por isso há uma expectativa que seus pilotos possam proporcionar um
ótimo espetáculo em 2016.

Verstappen é a estrela.

Cortejado pela Mercedes, o jovem piloto holandês ainda conserva seus
laços com a Red Bull.

Pelo contrato, ele só estaria livre do energético a partir de 2020.

Entretanto se alguma equipe concorrente quiser contar com o talento do
piloto, também pode negociar uma saída antecipada.

Basta pagar a multa contratual de 30 milhões de dólares.

A Renault continua a buscar nomes no mercado para atingir o número que
considera ideal de funcionários.

Os franceses querem contratar cerca de 150 pessoas a mais para completar
suas fileiras.

Ainda sobre a Renault, informações indicam que o time fez simulações com
o Halo para ver as reações de seus pilotos.

Jolyon Palmer foi muito mal.

Com uma perda brutal de tempo devido a falta de visibilidade em certas pistas.

Kevin Magnussen não teve uma queda tão acentuada quanto o seu companheiro,
porém o resultado também foi decepcionante.

O motivo principal é que a estrutura cria pontos cegos.

Frase de Rio Haryanto.

"Na GP2 eu trabalhava com 2 engenheiros, agora, na Fórmula 1, são 40"

A Sauber coloccou suas contas em dia.

O time suíço estava devendo salários por conta de um atraso de pagamento
de um dos seus patrocinadores.

E algumas fontes indicam que o espanhol Sergio Canamasas poderia assumir
o posto de piloto reserva de Felipe Nasr e Marcus Ericsson.

O piloto viria apoiado por instituições financeiras de seu país.

O circuito de Mugello (que pertece a Ferrari) continua a ser uma sombra para
Monza.

A FIA confirmou o status da pista, o que possibilitaria receber uma etapa da
categoria máxima do automobilismo.

Por fim.

Alonso disse que a McLaren será sua última equipe na Fórmula 1.

Nada demais.

Mesmo.

Ela já havia dito isso em outra oportunidade.

A diferença é que ao invés de McLaren ele falou da Ferrari.
















11 comentários:

marcio disse...

A Globo vai transmitir os GPs da F1 ao vivo em sinal aberto este ano?

Renato Santos disse...

Me pergunto como um jornalista tem coragem de escrever aqueles textos-padrão sobre automobilismo depois de ler seus posts.

David Félix Krapp disse...

Citando Jack, vamos por partes...

O carro do Montoya lembra a McLaren que ele pilotou... lindissimo

Toto deixar a Williams a ver navios era uma questao de tempo, triste e ver a Williams virar trampolim na F1...

James Key vada vez mais se destacando e me impressiona que nenhuma das grandes o tenha procurado ainda... Verstappinho se nao ganhar um carro na Red Bull na proxima temporada ele pula fora pra outra equipe...

Renault precisa investir muito ja que a Lotus mandou todos pra rua no auge da crise...

Peter Sauber sempre arranjando uma maneira de ganhar uns tostoes a mais, agora esse Canamasas e uma nova versao do Maldanado hein...

Monza >>>>>>>>>>>>>>> Mugello

E quem leva o Alonso a serio depois de Cingapura em 2008 ??? A Ferrari tentou e deu no que deu, a McLaren/Honda ainda acha que desse mato sai coelho ?

Por favor...

Fidel Miño disse...

"Horas depois da segunda corrida da rodada dupla de Monza, realizada no último domingo, começou a correr pelo paddock da categoria (GP2 Series) um abaixo-assinado que visa a expulsão do piloto espanhol Sergio Canamasas, da Trident. Em atitude inédita no automobilismo recente, vários pilotos do certame, inclusive o próprio companheiro de equipe, o teuto-venezuelano Johnny Cecotto Jr., rabiscaram sua assinatura no papel com o intuito de tirar o desastrado hispânico da competição. A ameaça vai longe: caso Canamasas esteja na pista na próxima corrida, a ser realizada em Sochi (se a União Europeia deixar), os demais pilotos fariam uma greve no melhor estilo USP e não sentariam suas bundas nos seus respectivos cockpits".
Isso e do blog do Verde, setembro de 2014
https://bandeiraverde.com.br/2014/09/12/o-caso-canamasas/
Parece que e ruim pra caramba...

Marcos José disse...

Como fica a situação da Diageo em relação a Force India depois do recente anúncio do acordo de patrocínio da marca de bebidas com a McLaren pra 2016?? A Diageo continuará a "investir" na equipe indiana mesmo depois deste acordo?? A justiça indiana decretou a prisão de Mallia por dívidas fiscais (convertendo para a moeda brasileira seria mais de R$ 4,8 bilhões de reais em dívidas)...mesmo assim a Diageo se "arriscaria" a comprar a Force India (mesmo Vijjay Mallia "devendo" para ela) já sabendo disto?? Poderá a justiça indiana "penhorar" a Force India para garantir os pagamentos das dívidas de Vijjay Mallia com o governo indiano??

Pedro disse...

Canamasas nova versão do Maldanado? O venezuela era estabanado mas era muito rápido e mandava bem em circuitos de rua. Esse canabrava é lento, barbeiro...nossa.

Fabrizio Salina disse...

Bela pintura, carro feio.
A Indy sempre me deixa nostálgico dos anos 80. Com todo respeito à categoria, mas os chassis são kitsch. Com menos aletas, spots, remendos, seria até bonito.

Humberto Corradi disse...

Marcos José disse...
Como fica a situação da Diageo em relação a Force India depois do recente anúncio do acordo de patrocínio da marca de bebidas com a McLaren pra 2016??

É um processo onde existem vários credores.

Acho que precisamos aguardar as decisões com calma. As notícias originadas da Índia estão mais sensacionalistas do que informativas.

Parecido com o Brasil em certos assuntos.

Valeu

Marcos José disse...

Eu entendo, Corradi!! Mas porque que ele "fugiu" pra Londres (se ele deve porque não fazer a coisa certa...tentar um "acordo" com a justiça indiana para quitar estas dívidas??) e não procurou a justiça indiana para resolver isto (a justiça indiana o procurava desde que começou está história para tentar resolver este assunto mas Vijay Mallia sempre dava uma "desculpa" qualquer para os não receber...)?? Ele sabe que se ficasse na Índia agora seria preso igual a que aconteceu com o seu sócio (e o dono da Sahara) o Roy Sugrata (porque dívidas fiscais no país indiano é considerado crime)!! Eu sei, Corradi, que a Diageo e os outros credores querem receber o que Mallia deve a eles mas...você não acha que poderemos com o tempo; "assistir" a justiça indiana "penhorar" tudo que Mallia tem para pagar estas dívidas...e a Diageo ficar "a ver navios" e perder o direito de comprar a Force India (e a Formula 1 vier a perder uma equipe no grid) por causa disso??

Humberto Corradi disse...

Marcos José disse...
"Eu entendo, Corradi!! Mas porque que ele "fugiu" pra Londres..."

Vamos esperar como a justiça irá decidir. Conhecemos a situação. O final por enquanto fica no campo da especulação.

Valeu

juniorcaixote disse...

Gosto dos carros dos anos 90, também. As Green do Paul Tracy, Forsythe do saudoso Greg Moore, Walker do Gil, Penske, Ganassi, eram carros muito belos.