quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Rascunho de Acordos























Cenário.

Suzuka 2014.

Uma previsão.

"Aquele que diz qual o caminho que ar deve passar, também vestirá vermelho."

Isso por conta da chegada de Sebastian Vettel.

Pode ser.

Mas a Ferrari está sendo montada em torno de James Allison e Bob Bell.

Muito competentes.

Porém ambos estão ligados à Kimi Raikkonen.

O que deu um ânimo novo para o finlandês.

É difícil para um piloto repetir a trajetória vencedora de Michael Schumacher
dentro da Scuderia Italiana.

Quem sabe com dois?

No hotel em Cingapura, Niki Lauda foi até o quarto de Lewis Hamilton.

Quem sabe o que foi falado?

Mas as arestas do acordo da Mercedes com o inglês parecem ter sido acertadas
ali.

Na afirmativa do próprio Lauda.

A dupla Hamilton - Rosberg deve continuar em 2015.

Rebatendo os jornalistas que cravam a ida de Hamilton para a McLaren.

Vamos ver quem tem razão.

Enquanto isso.

Tudo indica que Fernando Alonso não quer ficar preso nas mãos de Ron Dennis.

Ferdi quer um contrato que lhe dê a opção de deixar a equipe ao final da próxima
temporada.

Woking quer que o espanhol fique por pelo menos dois anos.

Lógico.

Ninguém quer pagar uma fábula sem colher frutos.

Ou você está vindo apenas para ganhar dinheiro (ou tempo) enquanto espera abrir
uma vaga na Mercedes?

Negociação difícil.

No entanto vale notar que Ron Dennis está cada vez mais sereno e tranquilo

13 comentários:

Anônimo disse...

piquet em 88, prost em 94, mansell em 95...Dennis nunca foi fechado.claro que os citados foram problemas de birra...e no caso do alonso teve até polícia...

Anônimo disse...

Penso exactamente o mesmo... o FA deve estar a forçar uma cláusula para poder sair da McLaren sem pagar indemnização se a equipa não for competitiva em 2015, mas o Ron Dennis ganhou força negocial com a previsível ida do Vettel para a Ferrari. Se eu fosse o espanhol não resistia à chamada da McLaren-Honda e começava já a pensar em desenhar um capacete novo... com algum amarelo fluorescente à mistura.
Cláudio

Anônimo disse...

Careca-gênio na ferrari?
Devem ter dado um pedaço do espaço sideral para ele romper com a RedBull.
Ao mesmo tempo Dietrich Mateschitz já deve ir coçando sua cabecinha pra saber o que vai fazer pra sua equipe não afundar como Williams e Mclaren na era pós Newey.
Careca-gênio já mostrou que pode fazer carroças voarem, ao mesmo tempo as equipes "perdem as asas" com sua saída. Vide Williams 97-98.

Danilo Cintra

Eric Musashi disse...

Newey na Ferrari seria uma bomba atômica. E seria Vettel imitando o Schumacher mais um pouco. Só que aí ele se aposentaria e o povo diria que é sombra do Newey. Schumi teve mais sorte, jamais acusaram ser sombra do Byrne.

Marcio Henrique disse...

Já venho suspeitando no ET NEWEY desde o afastamento dele do front da RBR, agora com Vettel lá, hummmm...

Anônimo disse...

sei que não quer falar do Bianchi.... mas sabe se havera substituto para ele na Russia???

Grato, Rafael
ps: lei td dia, raramente comento... mto bom teu blog, ignore as criticas, ninguem é obrigado a concordar, mas no minimo a respeitar...

Humberto Corradi disse...

Provavelmente será o americano Alexander Rossi o substituto do Bianchi.

Anônimo disse...

Newey esta desmotivado com a regra de motores, acho que Mclaren e ferrari vão se reerguer em alguns anos e a Rbr eu creio que quando Newey sair, fique em decadência, o que daria Mercedes Mclaren e ferrari brigando pelos proximos anos e anos pelos titulos, guiados pelo trinca de ouro Ham Alo Vet

Társio disse...

Eu acho que esta questão do Newey na Ferrari precisa ser analisada com calma.

Primeiro que pelo lado do Vettel, que disse querer mudar de ares. É compreensivel ele sair da Red Bull. Já ganhou tudo o que poderia por lá. Mas querer mudar de ares é buscar algo totalmente novo, e com Newey na Ferrari não seria uma total mudança. Porém o acerto com Newey daria ao Vettel certa segurança na mudança para Maranello;

Analisando pelo lado de Newey então, faz menos sentido ainda mudar para a Ferrari. Ricciardo já provou que não só Vettel pode dar asas aos Red Bulls. Pra que trocar um ambiente/estrutura vencedor, no qual ele tem a palavra final e isento de pressão alguma, por todo o barulho que envolve o nome Ferrari? Por causa do Vettel? Newey já projetou para grandes pilotos, Vettel é só mais um.

E todo o questionamento do Newey sobre as limitacoes nas regras, o desejo de se afastar da F1? Tudo isso mudou por causa de grana, Vettel e Ferrari?

Ou pode ter um dedo do Ross Brawn na jogada? rs

Agora essa de hoje - do Hamilton ter acertado com a McLaren é o ponto alto da silly season! O cara é lider do campeonato, 3 vitórias seguidas, 8 no campeonato, tem o melhor carro e vai pra Mclaren? Tsc tsc tsc...

Abç

Anônimo disse...

Seria sim uma bomba atômica, talvez daria origem a uma era Vetel. Talvez. Nem sempre é assim. Claro se tudo desse certo. Lembremos que Montoya, Raikkonen e Newey e seu talento não foram capazes de fazer frente à Alonso/Renault em 2005 e 2006.
A respeito de Shumacher, Rory Byrne ajudava sim, mas daí a dizer que ele fazia os carros e Schumacher apenas pilotava, é outra história. Quem acompanhava F1 de 1996 a 2000 cansou de ver o Shumi levar o carro "no braço" contra Williams ou Mclarens projetadas por Newey naquela época. No pau a pau, em termos de engenharia, Adrian Newey sempre foi o melhor da F1. Qualquer carro que ele punha a mão virava um foguete. Assista o GP do Japão de 1988 e verá o Ivan Capelli de March-Judd aspirado projetado pelo Adrian Newey dar um sufoco no Alain Prost de McLaren MP4/4 Honda turbo. E dava pra ver que o Capelli encostava no Prost era nas curvas, na reta o Prost se distanciava devido à maior potência do motor Honda da Mclaren.
Curiosamente Newey sempre se deu melhor com pilotos mais "fracos". Lembremos que ele e Senna não estavam concordando em diversos pontos no desenvolvimento da FW16 em 1994. A dupla superfantástica Newey-Senna não estava dando certo. Newey é do tipo "cala a boca e pilota" e Senna não estava abaixando a cabeça pra ele.
Voltando ao assunto Schumacher, ele soube construir um time ao seu redor e isso foi fundamental para que seu talento resultasse em sucesso. Vimos que Alonso, igualmente talentoso não o conseguiu na mesma ferrari. E lembremos que Alonso derrotou Schumacher e seu dream-team da ferrari (JeanTodt-RossBrawn-RoryByrne) em 2005 e 2006.

Danilo Cintra

Vitor disse...

Ron Dennis está tranquilo porque é ele quem comanda o xadrez, e não mais o Alonso. Ou é McLaren ou é nada.

Társio disse...

Agora, sobre o boato do Hamilton ter acertado com a McLaren seria no mínimo irônico Hamilton e Alonso na McLaren 2015! Irônico e absolutamente sensacional!

Nos anos Schumacher, eu larguei a F1. Acompanhei até 2003. Não aguentava mais o alemão ganhando todas, e na epoca eu nao entendi o que estava acontecendo. O Corradi já escreveu brilhantemente sobre isso.

Alonso ganhou em 2005 e 2006, mas Renault era uma equipe que nunca me despertou interesse. Quando o Alonso foi para a Mclaren em 2007 voltei a acompanhar, e a temporada foi sensacional e desastrosa, ainda mais com a estreia do Hamilton.

Era Senna X Prost novamente!

Por mim o filme poderia se repetir :D

Anônimo disse...

O que seria uma bomba e fantástico pra F1, e certamente uma nova era "Senna-Prost" seria a dupla Alonso-Hamilton nos carros de ponta dp grid qu eno caso seria hoje a Mercedes. Levaria a F1 a outro nível. Tenho certeza que hoje o Sr. Ron Dennis se arrepende amargamente de não ter levado as duplas Senna-Prost e Alonso-Hamilton de uma maneira mais indiferente, tomando menos partido. Em 2007 ele pode ter ficado pocesso pela arrogância do espanhol. Colheu frutos sim com apenas um deles 90 e 91 com Senna e 2008 com Hamilton, mas tenho em mente que se ele soubesse levar essas duplas mais em "banho-maria" de maneira que essas duplas perdurassem mais tempo em sua equipe, com um piloto tendo que se superar pra superar o outro, Sr. Ron Dennis poderia sim ter colhido mais frutos e monopolizado ainda mais a F1 nessas épocas.
O fato de a McLaren estar negociando com Alonso é a prova disto.

Danilo Cintra