quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Rascunho Sereno
























Toyota.

Só uma imagem.

Eles ainda estão lambendo as feridas da sua passagem pela categoria máxima
do automobilismo.

Já disse isso uma vez.

A Fórmula 1 é calma.

Serena.

Apesar dos 366 km/h de Pastor Maldonado.

E das trocas de pneus em 2,5 segundos.

Ela é ordeira, disciplinada e planejada.

Por isso é interessante ver os pilotos às vezes tentando sair dessa rigidez.

Lewis Hamilton questionou sua última parada.

Assim como Sebastian Vettel não queria ser ultrapassado pela Mercedes mesmo
recebendo bandeiras azuis.

As transmissões de rádio são reveladoras.

Daniel Ricciardo disse para Simon Rennie que Vettel mereceu o toque que furou
o pneu da Ferrari.

Citando os riscos, Felipe Nasr reclamou do problema em seus freios.

"Poderia ter sido no final da reta!"

Gardiner respondeu que "mais tarde" iriam falar sobre o assunto.

Difícil quando você pensa que por pouco não haveria mais tardes.

E a Williams empurra Felipe Massa.

O piloto brasileiro foi incentivado a ser mais agressivo com a Red Bull.

Falando nisso, o time de Grove deverá ter boas notícias para o ano que vem.

Talvez um novo patrocinador forte.

Ela disse adeus.






































Talvez a gota d'água tenha sido a não substituição quando Bottas machucou as
costas e não podia correr.

Interessante.

Ao ver as velocidades absurdas no GP do México, não podemos deixar de
pensar na Fórmula E.

Numa reta como a do autódromo de Hermanos Rodriguez, os bólidos da categoria
elétrica não suportariam o aquecimento.

Por isso só correm em pistas lotadas de curvas.

Isso sem falar na baixa velocidade máxima que alcançam.

Em alguns dias ouviremos falar do plano concreto para o segundo GP nos
Estados Unidos.

Coisa séria que vem da parte de Tavo Hellmund, amigo de Bernie Ecclestone
e mentor de Austin e do retorno do México.

(falamos dele noutro dia)

Das duas, uma.

Ou vem um circuito novinho em folha (com investimento pesado).

Ou o remodelamento de uma pista (mais em conta).

Lembra que o argentino Federico Gastaldi da Lotus estava animadinho?

Os sorrisos eram pelo desembarque da Renault com seus engenheiros em
Enstone.

McLaren planeja construir um novo túnel de vento.

A Argentina trabalha em silêncio para trazer de volta a Fórmula 1.

O que dizer sobre as notícias de que Niki Lauda deixaria a Mercedes?

Nova política nas flechas de prata?

Por fim.

"Hamilton não é tão bom quanto pensa!"

Button, Jenson.

A guerra entre os pilotos ingleses está declarada!














9 comentários:

Anônimo disse...

Fala sério que a Susie Wolff acreditou que algum dia chegaria à algum lugar. . .
Demorou para cair a ficha dela.
Zé Maria

cesar disse...

Fala sério, Button!

Ron Groo disse...

Na boa? Suzie já foi tarde.

Marcos José disse...

Estava pensando aqui...com a chegada da Aston Martin (e ela tendo participação da Daimler AG de 5 %) será que ela não teria um certo piloto "tricampeão" no futuro?? Tavo Hellmund fez duas propostas para comprar a Manor e o Fitzpatrick disse "NÃO" (dizem que foi por causa disso e também da recusa por parte de Fitzpartick na proposta de compra por parte da Mercedes que levam John Booth, Graeme Lowdon e Bob Bell a pedirem "demissão" da equipe inglesa) e poderemos ter surpresa no seu fornecedor de motor pra 2016 (e nem seria Mercedes e tão pouco a Ferrari mas talvez a Renault...será!?). Com a Cosworth ou a Ilmor (talvez comprando a Red Bull o projeto do motor de 2015 da Renault e contando com a Ilmor como sócia no negócio para desenvolve-lo) como as únicas opções para a Red Bull ainda continuar na F1 pra 2016 porque se dependerem de Ferrari, Mercedes, Renault e Honda (pelo veto do Ron Dennis) não haverá um acordo de jeito nenhum...

Humberto Corradi disse...

Marcos José

Button tem mais cara de Aston Martin, não?

Valeu

Arthur disse...

O Hamilton não é tão bom quanto pensa...só ganhou do recém bicampeão Alonso no primeiro ano de F1...

David Félix Krapp disse...

Sim, bom e ele Button... o Hunt versao 2000...

Hah !!!

Anônimo disse...

Quanto à nova pista nos EUA, Bernie Ecclestone está de olho na Califórnia... o zum-zum-zum que se espalha é que poderia ser Laguna Seca... será?


um abraço,
Renato Breder

Jefferson disse...

Laguna e uma pista bem legal, mas acho que ultrapassar de F1 la me parece complicado.