sexta-feira, 29 de julho de 2016

Clipping

























Filhos.

De Keke, de Michael e de Mika.

Monza vai pagar e assim vai continuar no calendário por mais quatro
temporadas.

Pascal Werhlein está completamente entregue.

A Mercedes define totalmente os rumos de sua carreira.

Sabe aquela história de mudança na largada com safety-car?

Fica tudo como está.

Os sensores que vigiam os limites da pista estarão presentes também em
Hockenheim.

Bem em cima da linha mesmo.

O rigor, em comparação com Hungaroring, será maior.

Como o Tordo havia adiantado, o projetista James Allison deixou a
Scuderia Italiana.

Mattia Binotto assumiu o cargo de diretor técnico.

Sobre isso o Tordo conta três coisas.

A primeira é que Binotto é um homem que sabe lidar melhor com as pessoas.

A segunda é que ele é um interino.

(existe a busca por uma solução definitiva)

A terceira é Wolf Zimmermann.

Já em Maranello, um dos criadores da unidade de força da Mercedes ganha
ainda mais influência dentro da Ferrari.

McLaren contará com uma nova mistura elaborada pela Mobil.

Vem mais potência por aí.

Esteban Ocon (pela Renault) e Charles Leclerc (pela Haas) vão aparecer
do primeiro treino livre na Alemanha.

No último Clipping, a gente destacou o fato de Pierre Gasly ter assumido
a liderança da GP2.

No pior momento de Daniil Kvyat, Gasly mostra serviço e aparece como
uma opção real para seu lugar na Toro Rosso.

Mais.

Os ventos da Rússia dizem que a turma dos energéticos já descartou Kvyat.

A Longbow (Tetra Pak), que adquiriu a Sauber, possui planos bem definidos
para o time.

No início, a instituição financeira irá garantir o dinheiro para sustentar a
Sauber pelos próximos três anos.

Durante esse período, há a expectativa de surgir um patrocinador master.


O departamento de design será incrementado para poder criar em outros
seguimentos da indústria (tipo a Williams).

A Sauber tem um histórico de inovação na Fórmula 1.

Sua tecnologia pioneira permitiu que times menores pudessem construir
bólidos para a categoria mesmo sem dispor de um túnel de vento,

Tudo isso através do software que calcula a dinâmica dos fluidos.

A Caterham, por exemplo, foi uma das escuderias que usufruiu dessa
tecnologia.

E por falar em túnel de vento, a Sauber conta com um monstro desses
para chamar de seu.

E de primeira.

Tanto que a Audi utilizou o ventilador de Hinwil para construir o poderoso
R18.

Tudo isso para dizer que (com o dinheiro da Longbow) a Sauber se tornou
um lugar interessante para se estar nas próximas temporadas.

Frases.

"Uma equipe não funciona, se dentro dela existirem dois times diferentes."

Kimi Raikkonen sobre 2014 (quando estava ao lado de Fernando Alonso).

"Rosberg tem um companheiro difícil.

Forte, rápido e que não erra.

E fora da pista ele tem uma influência significativa...

Boa sorte para Nico ao lidar com isso!"

Fernando Alonso, rindo.

Por fim.

Design 2017.





















9 comentários:

Társio disse...

Corradi,

Ross Brawn descartado na Ferrari?

Valeu!
Abç
Tarsio

Jeferson Araújo Pereira disse...

Acredito que a palhaçada de sensor que vigia os limites da pista acontecerá pela última vez em Hockenheim. Nas férias, a FIA deve mudar a regra ou abolir.A pressão para que isso aconteça é enorme.

Sobre a proibição de algumas mensagens via rádio, que é a maior palhaçada dos últimos 10 anos: estamos livres dessa idiotice já nesse domingo.

lucasmedeco disse...

não entendi Corradi...

http://br.motorsport.com/f1/news/f1-aprova-largada-na-chuva-sem-safety-car-803132/?s=1

http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/grupo-de-estrategia-coloca-fim-as-restricoes-na-comunicacao-via-radio-na-f1-e-libera-limites-de-pista

Henrique Ebert disse...

2017 parece lembrou 2007 com menos apêndices e sem pneus com sulcos.

Humberto Corradi disse...

Tarsio

Parece que ele não quer retornar para a F1.

Valeu

Humberto Corradi disse...

lucasmedeco

Até ontem não havia unanimidade a respeito do procedimento de largada com chuva.

E os novos sensores foram instalados em Hockenheim e testados antes do primeiro treino livre.

Valeu

Mp4-23 disse...

Com a saida do James a Ferrai vai ficar
no mínimo mais uns dois anos sem lutar pelo título, principalmente as vésperas de outra grande mundança de regulamento.

Não vejo ninguém com mais competência disponível no paddock, Vettel vai sofrer por mais alguns anos.

Ron Groo disse...

Monza fica por mais quatro temporadas.
é tempo suficiente pro murrinha morrer e acabar este tipo de problema.

lucasmedeco disse...

opa! valeu Corradi.. fale mais sobre o que acha desse negocio de limites de pista e rádio

abraço