segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Notinhas de Segunda























O projetista Mike Gascoyne retornando para a Fórmula 1 junto com a Renault?

Pode ser.

Lembrando que o experiente "Rottweiler" já trabalhou na McLaren, Tyrrell, Sauber,
Jordan,Toyota, Spyker (Force India), Caterham (seu último trabalho na F1) e com
a própria Renault.

Interessante.

Já se sabe que a Lotus não manterá seu nome após ser absorvida pelos franceses.

Só que surgem boatos contando que a Renault poderia usar as marcas Nissan e
Alpine.

A Manor anunciou que os jovens Jordan King e Rio Haryanto vão comandar os
bólidos da equipe nos testes em Abu Dhabi.

Jordan King (campeão 2013 da F3 inglesa) neste ano dividiu equipe com
Alexander Rossi na GP2.

Rio Haryanto?

Você conhece de um post de setembro.

Clique aqui para lembrar.

A vitória de Macri nas eleições presidenciais da Argentina pode abrir as portas
para o retorno da Fórmula 1 ao país.

Existem conversas com Bernie Ecclestone e Hermann Tilke já foi escalado para
desenhar as coisas necessárias.

Se tudo der certo, em 2018 a categoria máxima do automobilismo volta a pisar
na Terra de Fangio.

Red Bull: uma fábrica de campeões!
























Imagem de 2009, OK?

Por fim.

Se Sebastian Vettel chegar na terceira posição em Abu Dhabi, alcançará uma
marca curiosa.

Com essa colocação, o alemão irá ultrapassar a melhor pontuação de Fernando
Alonso pilotando uma Ferrari (278 pontos em 2012).

9 comentários:

Ron Groo disse...

Gasgoine não é o cara que ferrava a BAR?
OU... Não é o maluco do Spy Gate?

Renato Santos disse...

Pode contar comigo en Argentina! A irmã da minha mãe mora lá, já fui umas vinte vezes pra lá. Ou mais. Minha primeira corrida de F1 foi no Oscar Galvez e fiquei mal acostumado, a gente ficava a dois metros dos carros e tomava um soco de vento quando eles passavam.
Corradi, se tu quiser, posso fazer umas matérias, ou desenhos... já publiquei na Gomeslândia... http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2008/08/valencia-by-tuta/

http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2009/05/one-question-26/

http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2009/04/visao-de-prova/

Tuta Santos

Jefferson disse...

Ok Corradi, seu predileto e otimo.
Agora recaptulemos. Sete vencedores diferentes nas primeiras sete provas, confere?
Com um equilíbrio daqueles nao se pode comparar com o ano corrente.

Humberto Corradi disse...

O Blog com um enviado especial! Vamos aproveitar esse conhecimento!

Valeu

Marques disse...

O do Spy Gate é o Mike Coughlan.
Haha forçou a barra nesse Roc Champion.

Lord Smille disse...

Corradi.... Acho que logo logo uma pista do continente americano vai rodar com esse calendario atual. Antes era Brasil e Canadá. Agora temos tbm EUA, México e, em breve Argentina.

Pra mim, interlagos vai acabar rodando qdo Argentina sair do papel ou entrará em um esquema de revezamento com Argentina(ano sim e ano não) na melhor das hipóteses. A cidade de São Paulo ganha mto a cada gp brasil com turismo e etc mas, não da a contrapartida na mesma proporção a F1.... Todo ano aquela história de "vai reformar e mudar para o próximo ano e nada" fora falta de apoio comercial local e mídias do país.
História e tradição não vale mais bosta nenhuma na F1 (se bem q acho q nunca valeu), o que vale e dinheiro... Olhe Alemanha que não teve GP... Brasil so vem sediando GP por falta de concorrência no continente sulamericano.

Diogo Moura disse...

A diferença é que o Alonso tirava leite de pedra...

Al Unser Jr. disse...

O Tuta por aqui... óóóóóhhh, porra cade o blog do Tuta???? Nunca mais vi.

F1Corradibook, reunindo personas jejejeje

maxwellman disse...



É impressão minha ou projetistas que se afastaram durante algum tempo da F1, tem dificuldades para se adequar novamente? Gascoyne é um, Mike Coughlan é outro, Nick Wirth também. Faço exceção a Pat Symonds.

Gascoyne não faz um bom trabalho desde a década de 90.